Plugado

Empoderamento feminino e cultura

EMPODERAMENTO   A influenciadora digital e youtuber Giovanna Siqueira, que cria conteúdos de beleza e maquiagem, tem dedicado o seu tempo para produzir vídeos com assuntos relacionados a violência doméstica. Desde que começou a quarentena em combate ao novo coronavírus, aumentaram os números de denúncias de violência contra a mulher. Pensando nisso, a mogiana de 16 anos gravou um “challenge” de maquiagem sobre o empoderamento feminino. A ideia foi inspirada em um trecho do programa “Cartas para Eva”, exibido pelo canal GNT, que tem Angélica como apresentadora. O vídeo produzido por Giovanna está disponibilizado no IGTV (@gipsiqueira_)

TEATRO   O ator Eduardo Mossri apresentou a peça “Cartas Libanesas” em uma live pelo canal do Sesc. Eduardo, que foi criado em Mogi das Cruzes, escreveu o espetáculo há alguns anos, depois de uma pesquisa sobre a vinda dos seus avós do Líbano para o Brasil. A história fala da imigração libanesa de um modo geral, e os desafios que esse povo encontrou ao chegar em terras paulistas. Nessa nova versão do monólogo, Eduardo adaptou o texto e tratou de assuntos atuais. Houve também uma breve homenagem ao ator Flavio Migliaccio, morto no início de maio, e que atuou junto com Eduardo na novela Órfãos da Terra em 2019

 

GRATUITO   Com vinte anos de carreira, a atriz poaense Carolina Cardinale criou um workshop online destinado para alunos da rede pública que queiram conhecer mais sobre o mercado cultural e economia criativa. O nome do curso é “O despertar do cidadão sustentável e do ator criador”, e  para participar basta enviar um vídeo de até um minuto para o e-mail cardinaleproducoes@gmail.com, falando da vontade em trabalhar com a arte. As inscrições vão até o dia 30. Entre os seus trabalhos mais marcantes, Carolina fez parte do elenco do filme “Os Homens São de Marte… e é Pra Lá Que Eu Vou” (Globo Filmes) e de uma websérie premiada chamada “Brígida”

NORDESTE    Durante a quarentena o cantor, compositor e cordelista Cacá Lopes produziu muito! Atualmente residindo em Mogi das Cruzes com a família, o pernambucano, que há dezoito anos tem o projeto “Música e Cordel Nas Escolas”, criou quatro músicas populares e dois livretos de cordel. Através de “lives” nas redes sociais, ele encontrou uma forma de apresentar o seu trabalho para o público, difundindo, portanto, a cultura nordestina que é tão rica, para os seus seguidores

 


Deixe seu comentário