EDUCAÇÃO

Escola do Sesi fica pronta em novembro em Mogi

Unidade começa a receber alunos de César e da Vila Industrial a partir do ano que vem. (Foto: Eisner Soares)
Unidade começa a receber alunos de César e da Vila Industrial a partir do ano que vem. (Foto: Eisner Soares)

As obras da nova unidade do Serviço Social da Indústria (Sesi) em Mogi das Cruzes estão em finalização de estruturas e acabamentos em andamento. Previsto inicialmente para ser entregue entre os meses de junho e julho, a nova data para a conclusão é novembro. As aulas deverão começar a acontecer no local apenas no início do próximo ano. Falta agora a finalização das estruturas nos blocos 1 e 2, portaria, reservatórios, quadra, vestiários e cabine primária.

Localizada na Rua Coronel Cardoso de Siqueira, 3.050, a nova escola deverá receber hoje a visita do superintendente em exercício do Sesi SP, Alexandre Pflug, às 11 horas. A unidade, que abrigará os 780 alunos que atualmente estudam em prédios cedidos pela Prefeitura na Vila Industrial e em César de Souza, permitirá que as crianças do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental estudem em tempo integral e atenderá do 6º ano do Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio em tempo parcial.

A escola passa a contar com mais recursos, como laboratórios, salas de aula amplas e iluminação natural, biblioteca, quadra poliesportiva coberta, campo de futebol society com grama natural, vestiário, refeitório e acesso para vans para embarque e desembarque de alunos. Foram investidos no total da obra R$ 21.76 milhões, sendo 2,2 milhões destinados a equipamentos e mobiliário.

Os dois novos prédios, um de dois andares e outro térreo, seguirão um dos modelos arquitetônicos, o “Curvo”, adotado pelo Sesi-SP desde 2007, quando começou a substituir os prédios antigos por mais de 100 escolas modernas em todo o Estado. A unidade tem 7.931,91 m² de área construída, em terreno de 23.425,85 m².

Alexandre Pflug fará o lançamento da equipe de Rendimento do Hóquei. Desenvolvida nas unidades de Mogi das Cruzes e Suzano desde 2013, através do programa Atleta do Futuro (PAF) e do treinamento esportivo, a modalidade já soma títulos importantes para as categorias de base.


Deixe seu comentário