ARTIGO

Escolha quem te abrace

Lucas Meloni

fb/lucasmeloni

Instagram: @lucasmeloni_

Este texto não é uma espécie de autoajuda, algo tão comum nos dias atuais. É um desejo. É um conselho. É uma oração para que você esteja com quem te faça bem.

Se você ainda não encontrou quem te abrace a ponto de parar tudo e de você esquecer do mundo por uma fração de tempo, acalme-se. Não dá boa história adiantar capítulos de um livro. Isso embaralha a história.

Parte importante da vida é saber que as pessoas têm falhas. Elas e você. Ao saber disso, prepare-se, porque decepções serão inevitáveis. Às vezes, esperamos tanto e vem tão pouco. Da mesma forma, alguém quer mais de nós e nos restringimos a doses homeopáticas.

As imperfeições existem em atacado e estão em nós como as células. Mas este texto é para dizer a você para que lute e busque ficar com quem aceite as suas falhas. Isso não quer dizer que você não deva tentar melhorar. Amadurecer é mudar aquilo que não está tão bom assim. As pessoas que nos aceitam são nossos melhores pontos de mudanças.

Infelizmente, para resolver os problemas da vida, não podemos usar aquelas fórmulas matemáticas que nossos professores nos ensinaram no passado (mas elas foram muito importantes para mim, professora Luzia. Um beijo para a senhora). A busca por uma solução parte da nossa percepção e dos baques que já tivemos na caminhada.

Nem sempre quem você gosta vai ficar com você. Somos seres de fases. Isso não torna a pessoa alguém ruim. Quem não cumpre o meu planejamento mental para a vida não é meu inimigo (repita isso três vezes, de preferência gritando pela janela que dá para a rua). Brincadeiras à parte, fazemos escolhas todos os dias. Por que, então, não refletimos mais sobre o impacto delas? Você faz a diferença com elas.

Escolha quem te constrói. Escolha quem ri das suas piadas sem graça. Escolha quem te vê todo fim de noite com uma saudade imensa nos olhos e te abraça como quem não quer largar.

Aja! Seja a pessoa a melhorar a vida de outra. Acorde pela manhã com a mesma disposição em fazer alguém feliz. Importa-se com o seu alguém. O mundo anda melancólico demais para ter mais indiferença. Abracem enquanto há tempo.

Lucas Meloni é jornalista