ARTIGO

Espaço para todos

Diego Capua

Vendo no final de semana o centro da cidade fechado por algumas horas para os eventos da Festa do Divino, fiquei feliz em perceber que Mogi é uma cidade com espaço para todos, comportamento o qual deveria ser abraçado por muitos, visto que ela é um exemplo de unidade e tolerância. Não faz muitos meses tivemos um evento com umbandistas também realizando atividades nas ruas da cidade e no segundo semestre, temos uma já tradicional Marcha para Jesus, a qual é capitaneada por igrejas evangélicas. É uma bela e viva demonstração de democracia e tolerância, de forma que denominações religiosas diferentes convivem e tem seu espaço respeitado, cada uma realizando sua atividade em uma data específica e com um louvável apoio da administração municipal, a qual autoriza e dá o suporte necessário, seja qual for o tamanho do evento a ser realizado.

É muito bom ver isso, pois, vivemos em um momento no qual os ânimos andam exaltados e vemos muita intolerância, temos aqui uma demonstração de que formas de pensar e cultuar a sua fé, podem conviver harmoniosamente. Pensando bem, sequer haveria motivos para uma convivência diferente, posto que, cada um a seu modo, tem o mesmo objetivo, que é a pacificação e união com o sagrado, algo que jamais deveria ser motivo para embates. Vale destacar que essa motivação, inclusive, deve ser um elemento motivador para que superemos as dificuldades que os eventos causam em quem precisa acessar as vias bloqueadas pelo evento. Fica mais difícil, sim, mas nada que uma mudança no horário planejado ou se buscar estacionar o carro um pouco mais distante não resolva a situação.

Se pensarmos que ali as pessoas estão unidas em torno do bem, por que não aproveitarmos aquela aura e fazermos num exercício de algo simples, mas tão necessário, que é a tolerância? Somos privilegiados por viver em uma cidade que respeita e dá espaço para diferentes religiões e diferentes povos e, talvez, mesmo não sendo a cidade mais perfeita que existe, seja este um dos motivos que torne tão bom morar aqui.

Diego Capua é advogado