Espetáculo apresenta o clássico em versão musical

Daniela Blois dá vida a Gabriela no espetáculo recheado de canções clássicas / Foto: Divulgação
Daniela Blois dá vida a Gabriela no espetáculo recheado de canções clássicas / Foto: Divulgação

“Gabriela, Cravo e Canela”, uma das obras mais famosas do escritor baiano Jorge Amado (1912-2001), ganha sua versão musical a partir da próxima quinta-feira (9). Publicado em 1958, o livro conta, por intermédio do relacionamento entre Gabriela e o sírio Nacib, as transformações de comportamento do Brasil na década de 1920.

Gabriela, vivida por Daniela Blois, conhece Nacib (Almério Belém) no bar dele. Eles se casam, mas, com o tempo, ela se vê infeliz com as obrigações do casamento, que são contra o espírito de liberdade dela. “Mas essa não é a única história do musical. Amado escreveu uma obra ousada, com uma série de mulheres protagonistas que mostram sua força e lutam pelos seus direitos”, diz Falcão.

Uma das tramas paralelas é a de Malvina, interpretada pela atriz Ingrid Gaigher. Obrigada pelo pai, um coronel rigoroso, a se casar com um homem que não ama, ela nega o casamento arranjado e foge de casa. Uma filha desobedecer ao pai, nos anos 1920, era impensável.

“Por isso o livro continua forte e atual. Ele tem muitas histórias espetaculares, e tentamos tratar de todas no musical”, conta o diretor.

No espetáculo, Gabriela interpreta músicas escritas por Pixinguinha (1897-1973), Arnaldo Antunes, Chico Buarque, Tom Zé, Marisa Monte e Lulu Santos, entre outros. “Modinha para Gabriela”, escrita por Dorival Caymmi (1914-2008) e tema de abertura da novela da Globo de 1975, também inspirada no livro, está presente.

SERVIÇO

“Gabriela, Um Musical”
Quintas e sextas, às 21h; Sábados, às 17h e às 21h; Domingos, às 18h
Teatro Cetip
Rua Coropé, 88, Pinheiros, São Paulo
Informações: 4152-9370
De R$ 60 a R$ 160 (qui.). De R$ 100 a R$ 190 (de sex. a dom.)
Até 7/8.


Deixe seu comentário