CASO

Estação de bombeamento de esgoto do Semae é alvo de furto e vandalismo em Jundiapeba

Ato de vandalismo danificou estação que presta serviço para a população de Mogi das Cruzes. (Foto: divulgação – Semae)

Um furto de cabos de energia, na madrugada desta quinta-feira, 05, paralisou o funcionamento do sistema de bombas da Estação Elevatória de Esgotos Dolores de Aquino, em Jundiapeba, que envia grande parte do esgoto coletado no distrito para tratamento na estação da Sabesp, em Suzano. O crime afeta o atendimento de uma região onde vivem mais de 17 mil pessoas. O local invadido possui concertinas (telas de arame cortante) e alarme, mas o sistema havia sido afetado na noite anterior, por outro furto de fios elétrico.

“Infelizmente, fomos vítima deste ato de vandalismo, danificando uma unidade que presta serviço essencial a toda a população do distrito. Isso traz prejuízos aos moradores, pois não se trata somente de danos materiais e financeiros. O furto dos fios compromete o funcionamento da estação”, afirma o engenheiro Gessé Cardoso, diretor do Departamento de Esgotos do Semae.

A autarquia fará o registro da ocorrência no distrito policial, mas pede apoio da população para que denuncie à polícia qualquer atitude suspeita.

Há cinco estações de bombeamento de esgoto no distrito de Jundiapeba. Todas elas funcionam de maneira interligada, conduzindo o esgoto para o coletor-tronco localizado na avenida Guilherme George, que conduz os efluentes para a estação de Suzano.

O diretor acompanha desde o início da manhã desta quinta-feira os trabalhos de reparo na estação Dolores de Aquino. Ele explica que o vandalismo e a consequente paralisação da unidade pode provocar entupimentos na rede e vazamentos na rua. “Sem o bombeamento em uma das estações, ocorre uma sobrecarga no sistema”.

O setor de manutenção eletromecânica da autarquia já iniciou os trabalhos para reativar o bombeamento no menor tempo possível e diminuir os riscos de transtornos à população atendida pela estação.

As estações elevatórias são estruturas importantes dentro do sistema de esgotamento sanitário. Elas fazem o bombeamento de esgoto de redes profundas para um nível mais alto, numa linha de recalque, que é a tubulação que conduz os efluentes da elevatória até um ponto a partir do qual possa seguir por gravidade até a unidade de tratamento.