ENFIM

Estado libera verba para ampliação da maternidade e UTI Neonatal da Santa Casa

Votação deve ocorrer até o final da primeira quinzena de dezembro. (Foto: Arquivo)

O governo do Estado anunciou a liberação dos recursos paras as obras de reforma da Santa Casa de Mogi das Cruzes em meio às comemorações dos 145 anos da unidade hospitalar. O governador Márcio França (PSB) assinou o documento que autoriza a Secretaria Estadual de Saúde a celebrar convênio com a Prefeitura, autorizando o repasse de R$ 1,8 milhão para investimento na ampliação da maternidade e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal. O projeto deve ser apresentado oficialmente na próxima semana pelo prefeito Marcus Melo (PSDB). Os recursos foram destinados ao Município através de emenda parlamentar indicada pelo deputado estadual Marcos Damásio (PR).

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcello Cusatis, o Téo, as obras devem ser iniciadas nas próximas semanas, com previsão de 18 meses para conclusão. A execução do projeto ficará por conta da Santa Casa. A Prefeitura entrará com uma contrapartida no valor de R$ 550 mil para a aquisição de equipamentos.  A ampliação pretende sanear os problemas de superlotação, registrados em períodos recentes no hospital, referência regional para internações.

O custo do projeto ficou bem abaixo do orçamento de R$ 6 milhões previsto inicialmente. O secretário explica que foram feitos vários cortes e ajustes para se adequar os valores. Existia a intenção de construir uma nova ala com leitos maiores conhecidos como cangurus para as parturientes, mas isso não vai ser mais possível. “Serão feitas mudanças e adaptações no prédio para ampliar o espaço e acomodar os novos leitos”, explicou.

O projeto de ampliação prevê a instalação de mais 10 vagas de UTI Neonatal, que vão somar aos nove já existentes. Serão criados também mais 17 leitos para a maternidade, que conta com 38. “Sinto-me muito honrado em poder ajudar em uma demanda tão importante e necessária quanto esta da ampliação da maternidade, que recebe pacientes não só de Mogi das Cruzes, mas também de cidades como Biritiba Mirim, Salesópolis e Guararema, dentre outras”, disse Damásio.

REPASSES
Nos últimos dois meses o Governo do Estado anunciou investimentos de R$ 4,25 milhões para a Santa Casa de Mogi. Além dos R$ 1,8 milhão, que serão encaminhados para a reforma, há cerca de 10 dias, o governador Márcio França autorizou também a liberação de outros R$ 2 milhões durante audiência realizada com o deputado Luiz Carlos Gondim (PTB) e o vereador Francisco Moacir Bezerra de Melo Filho (PSB), o Chico Bezerra (PSB).

Os recursos serão destinados para ajudar no custeio da entidade, que vem acumulando um déficit mensal de aproximadamente R$ 450 mil por conta das despesas geradas com o aumento na demanda registrada desde o final do ano passado.

Desde 2015, o Estado vem promovendo cortes nos programas Santa Casa Sustentável e Pró Santa Casa, além de efetuar os pagamentos com atrasos. A diretoria financeira da entidade calcula que deixaram de ser encaminhados cerca de R$ 8 milhões. França concordou em pagar uma parte dessa diferença. Os políticos explicam que o processo já está sendo providenciado e a verba pode ser liberada nas próximas semanas. No mês passado, o Governo também autorizou a liberação de outra emenda do deputado Gondim, destinando R$ 450 mil para custeio e o setor de ortopedia.


Deixe seu comentário