MOGI-DUTRA

Estado pode abandonar ideia de instalar uma praça de pedágio em Mogi das Cruzes

POLÊMICA Estudo da Artesp previa um pedágio na rodovia Mogi-Dutra. (Foto: arquivo)
POLÊMICA Estudo da Artesp previa um pedágio na rodovia Mogi-Dutra. (Foto: arquivo)

O Governo do Estado analisa a retirada do pedágio a ser instalado na altura do Km 45 da ligação rodoviária Mogi das Cruzes-Via Dutra do pacote de privatização da rodovia, que inclui também a Mogi-Bertioga e outras estradas litorâneas. A informação foi confirmada, ontem, por uma fonte ligada ao governo do Estado e pelo deputado federal Marco Bertaiolli (PSD).

Ambos veem como muito provável e próxima a adoção de tal medida pelo governador João Doria Júnior (PSDB), diante da forte reação dos mais diferentes setores da cidade e região à proposta anunciada pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), durante apresentação do projeto de privatização, numa audiência pública, realizada no ano passado, em Mogi.

Um dos indícios mais evidentes de que o governo poderá voltar atrás na ideia de instalação do pedágio é o fato de o pacote de privatização das rodovias mogianas e do litoral não constar da relação de estradas que o governador João Doria irá levar a leilão amanhã, com objetivo de conceder à iniciativa privada cerca de 1.200 km de vias, buscando atrair pelo menos R$ 14 bilhões em investimentos nos próximos 30 anos para modernização da malha viária paulista.

Desse total, 600 km de vias serão duplicados, estando prevista também uma nova modelagem de pedágios com a redução das tarifas cobradas atualmente, conforme afirmou Doria, ontem, em uma rede social.

Satisfação

Ao tomar conhecimento da mensagem de João Doria e do fato de as rodovias mogianas não terem sido relacionadas para o leilão de amanhã, o deputado Marco Bertaiolli (PSD) entrou em contato com o jornal para manifestar sua satisfação com a medida, que seria um indicativo importante de que o Governo do Estado está realmente avaliando a possibilidade de descartar definitivamente a ideia de implantar o pedágio na Mogi-Dutra.

“Ainda não podemos comemorar a vitória final, mas é bem provável que ela esteja muito próxima”, afirmou o deputado federal, antes de o jornal confirmar o propósito governamental com um assessor direto do secretário João Octaviano, de Logística e Transportes.

Segundo a fonte ligada ao governo, que pediu para não ser identificada, “o processo para retirada do pedágio do pacote de privatização das estradas da região de Mogi e do litoral está bem avançado junto ao governo que está estudando o assunto, com grandes chances de ocorrer o descarte”.

As constantes manifestações de diferentes segmentos da cidade contra a instalação do pedágio estão preocupando o governo que vem acompanhando de perto os protestos de Mogi e região contra a medida proposta pela Artesp.


Deixe seu comentário