ESTRATÉGIA

Estado transfere presos suspeitos de integrar facções criminosas para presídios federais

Operação de transfência de presos em SP conta com ajuda a Polícia Federal. (Foto: Agência Brasil/Arquivo)
Operação de transfência de presos em SP conta com ajuda a Polícia Federal. (Foto: Agência Brasil/Arquivo)

O Governo do Estado de São Paulo e o Governo Federal realizam, na manhã desta quarta-feira (13), operação integrada para inclusão de 22 presos no sistema Penitenciário Federal.

Os presos, líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), custodiados em São Paulo, estão sendo transferidos com a escolta do Departamento Penitenciário Federal (Depen) e da Polícia Militar de São Paulo para as penitenciárias federais. O isolamento de lideranças é estratégia necessária para o enfrentamento e o desmantelamento de organizações criminosas.

O trabalho integrado conta com a atuação da Polícia Militar e Secretaria de Segurança Pública, Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo, Força Aérea Brasileira (FAB), Exército Brasileiro, Coordenação de Aviação Operacional e Comando de Operações Táticas da Polícia Federal, além da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O trabalho também envolve ações de inteligência em conjunto com a Agência Brasileira de Inteligência (Abin).