SISTEMA VIÁRIO

Estrada do Hanada espera conservação

PROBLEMAS Abandono possibilitou que um lixão se formasse à margem da estrada do Hanada. (Eisner Soares)
PROBLEMAS Abandono possibilitou que um lixão se formasse à margem da estrada do Hanada. (Eisner Soares)

A má conservação da estrada do Hanada, que liga a Rodovia Mogi-Bertioga (SP-98) à Avenida Francisco Ruiz e ao Conjunto São Sebastião, tem sido motivo de reclamações de motoristas e moradores da região. Nelson Faro, residente da área, aponta que “há meses o mato alto às margens da pista não é cortado”. A vegetação torna o caminho dos veículos mais estreito e potencializa o risco de colisões na via, já que a estrada de mão dupla não possui acostamento.

Outros agravantes para quem trafega pela via são os diversos buracos encontrados no percurso, que dificultam a passagem dos veículos. Existem crateras espalhadas por todo o trecho asfaltado da pista. O problema se agrava no trecho sem asfalto. Há diversos pontos de descarte irregular de lixo na área, onde são encontrados detritos de construção civil, restos de estantes, resíduos domésticos e até móveis, como sofás, que se misturam ao mato alto. Esse cenário reflete o abandono daquele local.

Outro problema apontado por Nelson é uma pedra no primeiro ramal que liga a estrada. “Ela está aqui há anos, em uma curva estreita; um dia algum carro vai bater em cheio aqui”, prevê. O morador alega que os trabalhos de manutenção e roçada na estrada do Hanada são feitos em intervalos longos, que não atendem à necessidade da região. “Estou cobrando a Prefeitura para cortarem o mato alto desde maio, mas dificilmente atendem aos nossos pedidos”, reclama.

Questionada sobre o problema, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos informou que enviará duas equipes ao local. Uma vai verificar as condições do mato para programar oserviço de roçada no trecho asfaltado, e outra vai averiguar a questão da pedra, para ver qual o grau de complexidade para fazer a remoção da mesma. Segundo a pasta, a estrada do Hanada recebe serviços rotineiros de manutenção, com trabalhos de nivelamento do trecho que é de terra e operação tapa-buraco no trecho asfaltado.