FUTEBOL AMADOR

Estrela fatura bi na Taça da Cidade

PARA SEMPRE com títulos, Estrela Vermelha fica em possa do troféu da Taça da Cidade em definitivo. (Foto: divulgação - Marco Miranda)
PARA SEMPRE com títulos, Estrela Vermelha fica em possa do troféu da Taça da Cidade em definitivo. (Foto: divulgação – Marco Miranda)

O Estrela Vermleha venceu o Vila São Paulo, por 4 a 3 nos pênaltis, após empate, por 2 a 2, no tempo normal, e conquistou o bicampeonato da Taça da Cidade. Com o título, o clube da Vila Joia ficou com a posse definitiva do Troféu Transitório, que foi colocado em disputa pela direção da Liga Municipal de Futebol de Mogi das Cruzes (LMFMC), desde 2017. A decisão foi realizada no último domingo no estádio municipal Francisco Ribeiro Nogueira, o Nogueirão, na Vila Industrial, e fez parte das festividades do Aniversário de Mogi das Cruzes.

Com o 0 a 0 no placar, o segundo tempo prometia mais futebol e menos reclamação. E foi o que aconteceu. Logo aos 5 minutos da etapa final, Tião recebeu passe na esquerda de Patrick, avançou e tocou para trás. O próprio Patrick chegou batendo de primeira. A bola ainda desviou na zaga e tirou o goleiro Maicol do lance: 1 a 0 para o Estrela Vermelha.

Sem diminuir o ritmo, o Estrela Vermelha marcou o segundo. Mais uma vez Tião recebeu na esquerda e cruzou na medida para o atacante Jô desviar de cabeça para o fundo do gol e ampliar para o clube de Braz Cubas.

Com o revés, o Vila São Paulo teve que sair mais para o jogo. Depois de acertar o travessão em uma jogada ofensiva, o clube do Botujuru diminuiu o placar aos 32 minutos com Mário, que escorou de cabeça a falta cobrada por Yeyeu: 2 a 1.

E em um vacilo da marcação do Estrela Vermelha, o Vila São Paulo empatou. Pinguim recebeu cobrança de falta livre de marcação e arriscou o chute de longe, na intermediária do adversário. O goleiro Caio falhou no lance e sofreu o gol: 2 a 2 e a decisão foi para os pênaltis.

Tião, com duas assistências e muita movimentação, foi eleito o melhor jogador da partida, que teve ainda o técnico Douglas Ricardo, o Di, comandando do Estrela Vermelha, como o melhor treinador da competição. A defesa menos vazada foi do Brokas, que teve o troféu recebido pelo técnico do clube Rodrigo Reis.