SURPRESA

Estudante atacado em escola de Suzano recebe visita de estrela do Mogi Basquete

(Foto: divulgação)
O capitão do clube Mogi das Cruzes Basquete, levou uma camisa do clube autografada pela equipe (Foto: divulgação).

O estudante José Vitor Ramos Lemos, uma das vítimas do massacre que deixou dez mortos na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, no dia 13 deste mês, recebeu uma visita especial na manhã desta quarta-feira. O ala Shamell Stallworth apareceu de surpresa na casa do jovem, que é torcedor do Mogi das Cruzes/Helbor.

Além de carinho e conselhos para que ele consiga ser um atleta profissional, o capitão mogiano levou uma camisa do clube autografada pela equipe, um boné e um tênis Air Jordan, da Nike. “A gente sabe o que ele e os outros estudantes passaram nesse dia. Não é nada fácil.  Foi muito bom conhecê-lo, saber um pouco mais da vida dele e vê-lo sorrindo novamente. Pareceu que ele estava feliz com a minha presença e isso é o mais importante”, destaca Shamell.

O ala convidou José Vitor para vir assistir ao próximo jogo do Mogi das Cruzes/Helbor nos playoffs do NBB Caixa (Novo Basquete Brasil) no Ginásio Hugo Ramos. “Eu não esperava receber o Shamell na minha casa. Fiquei muito feliz com a presença dele. Eu me espelho nele como superação mesmo. . É um jogador que mostra o jogo dele. Eu jogo como ala-armador e ele é uma inspiração para mim”, ressalta o jovem de 18 anos.

Apesar de ter sido ferido com um machado por um dos assassinos enquanto tentava sair da escola, José Vitor não terá sequelas e poderá voltar jogar basquete normalmente, segundo os médicos que o atenderam. Ele foi caminhando por cerca de 300 metros da escola até o Hospital Santa Maria com o instrumento pendurado no ombro direito. O jovem deve começar a fisioterapia em 30 dias.