INFORMAÇÃO

Excesso de barulho incomoda Vila Oliveira

Os moradores das proximidades do cruzamento das ruas Sérgio Plaza e Luiz da Silva Pires, na Vila Oliveira, viveram uma noite de Paraisópolis, no último sábado. O barulho foi semelhante e só a polícia não apareceu, apesar dos protestos dos vizinhos. Uma festa embalada por som no volume máximo aconteceu numa residência da Luiz da Silva Pires. A barulheira teria incomodado tanto que um morador das proximidades, já idoso, decidiu ir até a casa da festa para pedir um pouco de silêncio. A recepção a ele não teria sido das melhores e som continuou nas alturas. Passadas as 22 horas, quando começa a vigorar a Lei do Silêncio, um outro vizinho, conhecedor da atual legislação, decidiu ligar para a Guarda Municipal e solicitar sua intervenção no caso. A ligação entrou no automático e ninguém o atendeu. Certo de que a barulheira configurava uma contravenção penal, ele decidiu buscar ajuda da Polícia Militar. E como sempre acontece, desde que o Copom de Mogi foi desativado, a sua ligação foi atendida na Capital. E lá ficou o morador dependurado ao telefone, ouvindo a música característica desse tipo de chamada, que também acabou não sendo atendida. Sem ter mais a quem recorrer, o morador ainda tentou dormir, o que só foi possível após as 3 horas da manhã, quando a festa finalmente acabou. Temendo que o barulho se repita amanhã, o vizinho voltou a fazer contato com a Polícia para, preventivamente, se precaver de novos problemas. “O temor é que tudo volte a ocorrer. O barulho foi tanto que as caixas de som pareciam estar dentro da minha casa. Um absurdo”, disse ele, ao comentar sobre o episódio com a coluna.

Carsharing

Depois de fornecer veículos para uma startup que gerencia motoristas de aplicativos na Capital, a Marbor Frotas Corporativas, do empresário mogiano Marcos Borenstein, inicia parceria como fornecedora da Turbi, especializada em carsharing, serviço de aplicativo, mas sem motorista. O próprio cliente usa o carro e depois devolve no mesmo ponto onde pegou, pagando pela quantidade de horas utilizadas. “Para 2020, a expectativa é continuar investindo nesses segmentos, em franco crescimento”, diz Renato Vaz, diretor-executivo da Marbor.

Trânsito

É bom ir preparando o espírito e exercitando a paciência. Duas outras rotatórias da cidade – da rua David Bobrow, na Perimetral, e avenida Francisco Ferreira Lopes, próximo à Havan, em Braz Cubas – estão no radar do professor José Luiz Freire de Almeida, secretário municipal de Transportes. Ambas vêm apresentando problemas de frequentes congestionamentos. Uma delas, a da Bobrow, pode até sumir do mapa, ou seja, deixar de existir.

Especiais

O ministro Luiz Henrique Mandetta, da Saúde, baixou portaria habilitando dois leitos da Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional para a maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes. Os novos leitos deverão custar ao Sistema Único de Saúde (SUS), o valor anual de R$ 98.550,00. A medida vigora desde a última terça-feira.

Boas festas

A coluna agradece e retribui os votos de boas festas recebidos de: Mestra Comunicação, Imot, UMC, vereadores Sadao Sakai, Fernanda Moreno e Cuco Pereira, deputados Estevam Galvão, Marcio Alvino e André do Prado, Família Zapille, Moacir Teixeira, EDP, Mogidonto, Teo Cusatis, Marcus e Karin Melo, Jeruza Reis, Epaminondas Nogueira, Apae – Mogi, José Carlos de Souza, Judice Online, Canção Nova, Vera Moreira, Grupo Bandeirantes e Mauricio Melo.

Frase

O futebol pra frente do Jesus vai mexer com o jeito de jogar da Seleção Brasileira.

Casagrande, ex-jogador de futebol e comentarista de tevê, em entrevista ao jornal O Globo de ontem


Deixe seu comentário