INFORMAÇÃO

Faltas a consultas na rede pública, o grave problema

Casos de absenteísmo ocorrem nas unidades municipais e do SUS

As ausências dos pacientes a consultas marcadas na rede pública de saúde não é um problema exclusivo de Mogi das Cruzes. Longe disso. Situações como as enfrentadas na rede básica da cidade, durante o mês de julho, quando mais de 7,7 mil pessoas deixaram de comparecer às unidades da Prefeitura local, complicam as atividades que são previamente agendadas, justamente para garantir um atendimento mais rápido e eficiente. Apenas nos atendimentos odontológicos da rede, o percentual de não comparecimento atingiu a marca absurda de 69% das consultas, enquanto as puérperas, mulheres com até 45 dias após o parto, alcançaram 44%. Na área clínica, especialidade mais oferecida na cidade, o percentual chegou a 24%, enquanto na pediatria foi de 30%, e na ginecologia e obstetrícia o percentual alcançou 28%. Em números absolutos, de 33.979 consultas marcadas naquele mês, 7.763 deixaram de ser realizadas simplesmente porque pacientes não compareceram no dia e horário previamente marcados. Tais situações, porém, se repetem em outras cidades, a ponto de mobilizar até integrantes do Ministério Público Federal, como ocorreu em Jales, no interior de São Paulo. Em conjunto com sete entidades da área da saúde naquela região, o MPF publicou uma nota pública para esclarecer a população sobre os problemas causados pelo não comparecimento a consultas e procedimentos agendados no Sistema Único de Saúde (SUS). O índice que demonstra as faltas a consultas sem prévio aviso, prática conhecida como absenteísmo, chega a 30% em todo o País, segundo o Ministério da Saúde. Em Jales, um inquérito instaurado pela Procuradoria da República mostrou que não é possível agendar outra consulta para o mesmo horário não preenchido em cima da hora, o que gera mais espera e demora no atendimento que, em alguns casos, chegam a durar anos. O MPF e entidades pedem aos cidadãos impossibilitados de comparecer a consultas ou exames, que cancelem com 48 horas de antecedência, algo difícil de acontecer. Em Arujá, no Alto Tietê, a Prefeitura instalou nos postos grandes painéis expondo os números de ausências e dizendo que se aquilo não ocorresse, o atendimento poderia ter sido agilizado. São tentativas de educar os pacientes apelando à sua consciência. Até agora, não se tem notícia de outra estratégia para aliviar tamanho problema.

Candidatas

“Empoderamento e candidaturas femininas” serão tema do encontro que o PL Mulher – Núcleo Feminino do Partido Liberal realiza, nesta sexta-feira (20), na Câmara de São José dos Campos. Objetivo é motivar e preparar mulheres para serem candidatas nas próximas eleições. Entre as palestrantes, a secretária municipal de Segurança de Jacareí, coronel Eliane Nikoluk, e a jornalista Marilei Schiavi, que também participou, como palestrante, de eventos semelhantes, realizados pelo partido em Mogi e Santos. Já há até quem fale em provável candidatura.

Na Itália

Meses após deixar o comando do Diretório Municipal do PSL de Mogi alegando problemas de saúde, o coronel reformado da PM, Silvio Arroyo, parece ter readquirido sua boa forma. Tanto que na condição de diretor de Enduro da Federação Brasileira de Hipismo, o horseman está na Itália para acompanhar os três cavaleiros brasileiros que participam do Campeonato Mundial de Juniores e Young Riders, na região de San Rossore. Bem distante da política local.

Plantão

Com objetivo de ampliar os números da biometria, a Justiça Eleitoral irá realizar novo plantão de atendimento aos eleitores, neste sábado (21), em Mogi das Cruzes e demais cidades do Estado de São Paulo onde o cadastramento ainda não foi concluído. O funcionamento dos cartórios e postos de atendimento será das 8 horas às 13 horas. Para maior conforto, o cidadão deve fazer agendamento pela internet, no site http://www.tre-sp.jus.br.

Distância

Dezessete meses após haver sido adquirida pelo Grupo Boticário, a Vult Cosmética tem sua estratégia de negócios alterada. Desde agosto, segundo notícia do jornal Valor, dos 300 itens de seu portfólio, 50 já estão sendo produzidos na fábrica do Boticário, em José dos Pinhais, no interior do Estado. Sob alegação de redução de custos e elevação da margem de lucros, a empresa vai se afastando, pouco a pouco, de sua origem, em Mogi. Uma situação que preocupa – e muito – a Secretaria Municipal de Desenvolvimento.

Frase

Há duas coisas que ninguém perdoa: nossas vitórias e nossos fracassos.

Millôr Fernandes (1923-2012), desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, poeta, tradutor e jornalista brasileiro

Deixe seu comentário