BASQUETE

Fator casa poderá manter Mogi no G-4

Equipe do Mogi vem treinando duro para melhorar o aproveitamento durante o NBB12

O Mogi Basquete deve utilizar o fator casa para conseguir emplacar na noite de amanhã a sétima vitória em casa nas disputas da 12ª edição do Novo Basquete Brasil (NBB12). Para cumprir o objetivo, o time vai precisar passar pelo Basquete Cearense, a partir das 20 horas, no ginásio municipal Hugo Ramos, no Mogilar. Será a primeira partida diante dos seus torcedores no segundo turno da competição nacional. No primeiro turno, a equipe do técnico Guerrinha entrou 15 vezes nas quadras, com 11 vitórias e cinco derrotas (73,3% de aproveitamento) Já em oito confrontos realizados no Mogilar no primeiro turno, a equipe o Mogi somente foi superado pelo Rio Claro, no dia 21 de novembro, por 83 a 81. Assim, o elenco possui 85,7% de aproveitamento quando atua em casa.

A vitória diante dos cearenses será de grande importância para manter a equipe entre as quatro melhores colocadas (G-4) da competição nacional. E ainda dar moral para o Mogi batalhar por mais dois resultados positivos na série de três jogos consecutivos diante da sua torcida.

Equipe do Mogi vem treinando duro para melhorar o aproveitamento durante o NBB12

Depois do pega de amanhã contra o Cearense, o Mogi vai receber Franca, na próxima quarta-feira, e o Unifacisa, no dia 2 de fevereiro. Com exceção do time do nordeste – antepenúltimo colocado do NBB12 -, os próximos rivais brigam com os mogianos na parte de cima da tabela.

Além destas três equipes, o Mogi ainda vai enfrentar em casa no returno do NBB12 os times do Flamengo (dia 08/02); Paulistano (03/03); Botafogo (05/03); Bauru (18/03); e São Paulo (27/03). No primeiro turno, o grupo mogiano superou em casa Corinthians (85 a 79); Pinheiros (73 a 69); Pato Basquete (73 a 64); Brasília (93 a 84); Minas (91 a 84); e São José (85 a 78).

Com os resultados, o Mogi fechou a primeira fase do nacional como o melhor mandante, com apenas uma derrota em casa. Líder do campeonato, o Flamengo perdeu dois dos duelos no Rio de Janeiro – um justamente para os mogianos e o outro do São Paulo.

Vice-líder, Franca venceu cinco dos oito confrontos programados para o seu ginásio e foi superado em três oportunidades – caiu diante de Paulistano, Flamengo e São Paulo no primeiro turno.

A campanha é importante porque o Mogi está sem o armador Alexey e o pivô João Pedro, contundidos, desde o ano passado. “Nós conseguimos, sem os dois armadores principais, terminar o primeiro turno com um grande aproveitamento. É uma excelente campanha. Então, estamos muito felizes”, destacou Guerrinha, logo após a vitória diante do São José, a última do primeiro turno do NBB12.


Deixe seu comentário