Feijão perde o 4º jogo de estreia

Feijão rebate bola durante jogo contra o italiano Vanni / Foto: Divulgação
Feijão rebate bola durante jogo contra o italiano Vanni / Foto: Divulgação

Agora são quatro derrotas seguidas em estreias. Começou e terminou ontem (24) a participação do mogiano João Olavo de Souza, o Feijão, agora número 186 do ranking da Associação dos Tenistas Profissionasi (ATP), no torneio challenger de Vicenza, na Itália, evento com premiação de 42,5 mil euros mais hospedagem jogado no piso de saibro. O atleta da equipe Acily Tennis Team, do Rio de Janeiro, comandada por Ricardo Acioly, perdeu do sétimo favorito, Luca Vanni, número 159 do planeta, por 2 sets a 1 – parciais de 2/6, 6/4 e 6/4, após 2h08min de partida.

Feijão já não tinha boa recordação de Vanni e ontem piorou. O brasileiro teve a chance de dar o troco no italiano após ser superado na semifinal do Brasil Open, em São Paulo, no ano passado

Uma vitória sobre o “velho rival” e Feijão, que caiu uma posição no ranking da ATP, enfrentaria na segunda rodada o vencedor da partida entre Andrey Golubev (Cazaquistão) e Ruben Bemelmans (Bélgica).

Feijão perdeu na estreia do torneio qualificatório para a chave principal de Roland Garros do italiano Andrea Arnaboldi. Antes de tentar vaga na chave principal de um dos quatro torneios do Grand Slam – sua principal meta na França -, o mogiano foi eliminado na primeira rodada do torneio qualificatório do challenger de Bordeaux pelo local Gregoire Barrere. E o brasileiro perdeu na primeira partida no challenger de Aix-en-Provence, também na França, do croata Nikola Mektic.

E o ranking divulgado às vésperas de Roland Garros não foi nada bom para o paulista Thomaz Bellucci, que amargou a maior das quedas dos jogadores no top 100. O canhoto de Tietê despencou 18 lugares, saiu do top 50 e foi para no 57º posto, podendo cair ainda mais depois do segundo Grand Slam da temporada.

Segundo melhor do país na lista da ATP, o paulista Rogério Silva, o Rogrinho, manteve a 85ª colocação. O cearense Thiago Monteiro, que aparece como 139º do mundo e terceiro do Brasil, foi outro que manteve a colocação.

Número 4 do Brasil, o gaúcho André Ghem ganhou uma posição e agora é o 165º colocado. Já o também gaúcho Guilherme Clezar perdeu dois postos e foi para a 177ª posição. Feijão é o sexto colocado do Brasil.


Deixe seu comentário