TÊNIS

Feijão sofre revés de local em challenger de Orlando

Atual número 400 do ranking mundial, Feijão iniciou o challenger de Orlando com o pé direito,. (Foto: Nelson Toledo/ FotoJump)

Com a meta de iniciar bem a temporada e garantir o grande objetivo de jogar o Aberto da França, em maio, o tenista mogiano João Olavo de Souza, o Feijão, voltou ao circuito, no último final de semana, cumprindo o que programou no final da temporada 2018, em novembro. Ele está na Flórida após encerrar participação no challenger de Orlando, seu primeiro torneio de 2019. Depois de vencer na estreia, o brasileiro caiu na segunda rodada diante de Dennis Novikov, atual número 257 da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e cabeça de chave número 9 na competição. O norte-americano, que entrou direto na segunda rodada, passou anteontem pelo destro de Mogi em sets diretos – parciais de 6/3 e 6/2, em 1h26 de jogo. O evento tem premiação de US$ 54.160 e é disputado no piso duro.

Atual número 400 do ranking mundial, Feijão iniciou o challenger de Orlando com o pé direito,. Na última segunda-feira ao derrotar o norte-americano Jared Hiltzik, número 356 da ATP, por 2 sets a 1 – parciais de 2/6, 7/5 e 6/1 após 2h15 de jogo.

Agora Feijão terá que galgar novamente posições no ranking mundial, em relação ao ano passado. Ele fechou 2018 com o título no Ipê Golf Club e ganhou 32 posições no ranking – fechando como número 334 do mundo. Após a gira dos cinco Futures do Brasil (Mogi das Cruzes, Curitiba, São Carlos, São Paulo e Ribeirão Preto), Feijão escalou por volta de 100 posições no ranking.

Como disputou sua primeira competição no ano, Feijão vai ter que esperar a atualização do ranking, na próxima segunda-feira, para conhecer realmente sua situação na nova temporada.

Neste início de ano, o mogiano pretende jogar torneios da série challenger e subir no ranking para almejar participação em Roland Garros, em maio, sua grande meta para a temporada 2019.