EVENTO

Galpão apresenta um musical filosófico

NO PALCO Zé de Riba se apresenta ao lado da cantora Carla Shinabe neste espetáculo que é cartaz nesta sexta-feira. (Foto: divulgação)
NO PALCO Zé de Riba se apresenta ao lado da cantora Carla Shinabe neste espetáculo que é cartaz nesta sexta-feira. (Foto: divulgação)

“Que tempos difíceis são esses que falar de amor é quase um crime”? Essa é a pergunta que o Galpão Arthur Netto faz ao público na noite desta sexta-feira, quando recebe, a partir das 20 horas, um show com este título e um mix de música, poesia e artes cênicas. A produção é inspirada em um texto do dramaturgo alemão Bertolt Brecht e tem ingressos a partir de R$ 10,00.

A ideia para a apresentação surgiu de uma parceria entre o ator e diretor Walmir Pinto e o músico Zé de Riba. “A partir de textos antigos e atuais de sua autoria, com base nos mitos da Grécia antiga, poemas do romantismo, Fernando Pessoa e Manuel Bandeira entre outros, Walmir começou a desenvolver as letras que eram finalizadas e musicadas por Zé de Riba, que como artista popular e poeta urbano, inclusive com músicas gravadas pela Simone e outros grandes artistas, adicionava novos significados e estéticas”, conta Thiago Fernando da Costa, um dos responsáveis pela gestão do endereço cultural.

Para além dos palcos, a produção dispõe de videoclipe, no qual uma gérbera vermelha representa o amor por metáfora e cor, como símbolo de flor que “é colhida por uma criança que sai andando e encontra pelo caminho algumas das atrocidades de uma sociedade violenta”.

Segundo Thiago, uma vez que as letras e melodias estavam finalizadas o pianista Ricardo de Deus juntou-se ao projeto para fazer os arranjos. “Um artista com influências da bossa nova e jazz, muito conceituado e que acaba de retornar de um longo período em Cabo Verde e viagens musicais pela Europa”. Além dele no teclado e Zé de Riba no violão, Carla Shinabe empresta a voz para o espetáculo, que tem o baixo de Douglas Gamboa, a bateria de Davi Gonçalves e direção de arte de Katherine Hajdu.

Outro projeto

Para além desta sexta-feira, já está marcada na agenda do Galpão a exibição gratuita da montagem ‘DaTchau – rumo à Estação Grande Avenida’, texto da Companhia do Feijão que integra o Projeto de Circulação de Espetáculo Teatral contemplado pelo ProAC, programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Nessa peça, uma pessoa de classe média tenta escrever uma narrativa que dê conta dos tempos sombrios que está vivendo. Ao fazer isso a personagem sonha que um dia acorda indignada com o estado das coisas. E, no sonho, esta indignação a leva para a rua – para protestar.

No início sozinha, depois coletivamente, em harmonia com outros indignados, ela toma um trem de metrô cujo destino é a estação Grande Avenida, para onde está marcada uma manifestação. Durante a viagem as diferenças do coletivo indignado assumem o protagonismo, atiçam raivas e ódios e se transformam em conflitos oníricos. O sonho se transforma em pesadelo. E o destino final desta viagem será o do encarceramento num campo de trabalhos forçados.

Ambas as apresentações acontecem no número 23 da Avenida Fausta Duarte de Araújo, no Jardim Santista. Outras informações sobre estes e outros eventos estão disponíveis em facebook.com/galpaoarthurnetto.