INFORMAÇÃO

HB rejeita convite para ser candidato a prefeito

Compromisso com suas empresas teria impedido a participação no pleito

Alegando compromissos administrativos com a Helbor, HBR e outras empresas do grupo, o empresário mogiano Henrique Borenstein rejeitou, informalmente, o convite que lhe foi feito pelo deputado federal Marco Bertaiolli para se filiar ao PSD e concorrer ao cargo de prefeito de Mogi das Cruzes pelo partido, nas eleições marcadas inicialmente para 4 de outubro próximo. A informação foi dada pelo próprio Bertaiolli, durante entrevista ao Podcast Informação, deste jornal, quando também deixou no ar, sem resposta definitiva, a possibilidade de retornar à cidade para concorrer novamente à Prefeitura, após a rejeição do convite pelo empresário. Cobrado sobre os desdobramentos da proposta que prometeu levar – e realmente chegou a apresentar – a Borenstein, o parlamentar não economizou adjetivos: “O Henrique é um dos grandes empresários de Mogi das Cruzes, uma pessoa que, tenho absoluta convicção, colaboraria – e muito – com a administração pública de nossa cidade, haja vista sua experiência, seu dinamismo, sua capacidade de empreender”, disse Bertaiolli, emendando: “Tenho absoluta convicção de que Henrique seria um grande prefeito para nossa cidade, mas em função dos compromissos empresariais assumidos com a Helbor, HBR e tantas outras empresas que ele hoje administra, com participação na Bolsa de Valores, ele acabou ficando impedido.” Segundo o parlamentar, “mesmo tendo demonstrado simpatia pelo convite, ele acabou ficando impossibilitado de poder levar à frente esta empreitada”. O deputado disse que, apesar de muitos deputados defenderem a ideia de coincidência de eleições para todos os cargos, em 2022, ele é totalmente contra tal medida. “Isso seria um desserviço à democracia”, assegurou Bertaiolli, lembrando que o momento exige atenção maior para os problemas causados a todos pela pandemia do coronavírus.

Fila

A aglomeração de pessoas diante das agências da Caixa Econômica para receber o auxílio emergencial do governo está preocupando a direção da Apeoesp – Sindicato dos Professores de Mogi. Segundo o professor Nabil Francisco de Moraes, a a entidade solicitou a interferência da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal para demarcação do espaço de 1m50 e orientações “no sentido de evitar a contaminação de dezenas de pessoas que se encontram sem máscaras”.

Proteção

A advogada mogiana Aline Fuke Fachinetti, especialista em Direito Digital, aproveitou a quarentena para desenvolver um jogo de tabuleiro voltado para disseminar conhecimentos sobre Lei Geral de Proteção de Dados e contribuir com a cultura da proteção de dados, ainda incipiente no País. Aline passou algum tempo na Europa, quando o Regulamento Geral de Proteção de Dados havia começado a vigorar. Na volta, passou a se dedicar à implementação da LGPD nos locais onde atua profissionalmente. Seu trabalho foi destaque no Tilt, o canal sobre tecnologia do UOL.

A conferir

Anotem para confirmar mais tarde. O desempenho de Valterli Martinez à frente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes fez crescer os olhos de alguns partidos em sua direção. A essa altura, já há quem garanta que seu nome poderá constar da lista de candidatos a vereador de alguma agremiação que irá concorrer às eleições de outubro próximo.

Cuidados

O mais recente informativo sobre os efeitos do coronavírus, divulgado gratuitamente pelo escritório Kauffmann Advogados, especializado em Direito Trabalhista, traz detalhes como deve ser a distribuição de equipamentos de proteção individual para os empregados. Que seja rigorosamente acentuado o controle no fornecimento e utilização dos EPIs aos funcionários, inclusive e, principalmente, para setores não considerados como de incidência de agente insalubre, aconselha o boletim, que recomenda uma ficha específica e individual discriminando os equipamentos fornecidos e quantidade, evitando futura alegação de doença ocupacional adquirida e/ou dano moral pela sujeição a condições inadequadas do ambiente de trabalho.

Frase

Ter anticorpos não é o mesmo que possuir defesas e estar imune ao vírus.

Eurico Arruda, cientistas e virologista, que já estudava família do Sars-CoV-2 bem antes de seu surgimento, no jornal O Globo de ontem


Deixe seu comentário