ANDRÉ MARTINEZ

Histórias da Bola: O capitão Alessandro

Alessandro Mori Nunes, nascido no dia 10 de janeiro de 1979 em Assis Chateaubriand, no Paraná, começou a carreira nas categorias e base do Flamengo, passou ainda por Palmeiras, Dínamo de Kiev (Ucrânia), Cruzeiro, Grêmio e Santos. O jogador que já havia trabalhado no clube do sul com o técnico Mano Menezes, foi contratado pelo Corinthians para a mesma missão que já tinha sido herói em 2006 no tricolor gaúcho, ou seja, levar a equipe de volta à série A, fato este que se consumou com louvores.

No Corinthians, Alessandro inicialmente chagava para atuar como primeiro volante, porém logo ocupou a lateral direita da equipe para ser um dos principais jogadores do time desde a sua chegada.

Dono de um estilo guerreiro, Alessandro em pouco tempo caiu nas graças da Fiel. Ultrapassou a marca de 200 jogos com a camisa mosqueteira. O jogador nunca foi um grande artilheiro, porém um gol em especial para sempre ficará marcado. Este gol aconteceu na partida realizada no estádio do Pacaembu no dia 6 de fevereiro de 2011 pelo Campeonato Paulista e contra o Palmeiras.

O gol da vitória mosqueteira, por 1 a 0, foi de Alessandro. O lateral desceu pela direita, tabelou com Moraes e tocou na saída de Marcos. Na comemoração, irritado com a provocação dos torcedores do Palmeiras, ele foi comemorar o gol bem em frente da torcida rival, o que gerou um desconforto por parte dos jogadores do alviverde dando início a uma pequena confusão.

A Fiel por sua vez, delirou com o gol e com a comemoração do “Guerreiro” Alessandro. Na semifinal da Copa do Brasil em 2008 contra o Botafogo, Alessandro com muita categoria cobrou o quarto pênalti do Corinthians na partida, vencida pelo Timão por 2 a 1 nos noventa minutos e 5 x 4 nos pênaltis.

Como capitão da equipe, foi Alessandro quem levantou os troféus mais importantes da história do Corinthians em todos os tempos: a Copa Libertadores da América em 2012 e o bicampeonato mundial interclubes da Fifa, também em 2012. Em 2013 levantou o caneco paulista, quebrando a sequência vitoriosa do Santos que durava desde 2010.

O jogador, que desde 2008 participou de todos os momentos da história do clube, encerrou a carreira no Corinthians no final de 2013, apesar da diretoria mosqueteira acenar com a possibilidade de renovação de contrato.

Alessandro atuou em 206 jogos com a camisa do Timão e anotou quatro gols. O lateral confessou que foi uma difícil decisão se aposentar do futebol. Após a sua aposentadoria dos gramados, o eterno capitão mosqueteiro foi levar toda a sua experiência à comissão técnica da equipe.

algmartinez@bol.com.br
www.andremartinez.com.br