Homenagem a Raulzito em formato online

Há mais de 30 anos cantando Raul, Vital preparou seleção diferenciada para este domingo, com 60 músicas, inclusive as do “lado B”, menos conhecidas do grande público. (Foto: Divulgação)
Há mais de 30 anos cantando Raul, Vital preparou seleção diferenciada para este domingo, com 60 músicas, inclusive as do “lado B”, menos conhecidas do grande público. (Foto: Divulgação)

É tradição. Há mais de 30 anos, o músico mogiano Vital de Souza faz anualmente, um show tributo à Raul Seixas. Realizado quase religiosamente em agosto, no Teatro Vasques, sempre no aniversário da morte do homenageado, neste ano a programação mudou. O concerto será a partir das 17 horas deste domingo, dia 28 de junho, data em que o ídolo nasceu, em 1945. E outra novidade: como não poderia ser diferente, a apresentação será totalmente online.

Transmitido diretamente do sítio de Vital, apelidado de ‘Canto Verde Taiá’, que está de portas fechadas em respeito ao isolamento social, o show será diferente de todos os outros já feitos até aqui. Principalmente por não haver limite de tempo, o músico preparou 60 músicas do “maluco beleza”, que devem render quase três horas de cantoria.

As principais e mais conhecidas do público, como ‘Metamorfose Ambulante’, ‘Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás’ e ‘Cowboy Fora da Lei’ não podem faltar, mas além destas, a seleção incluiu vários “presentes” para a nação raulseixista.

Acompanhado pelo teclado de Eduardo Guimarães e pelo contrabaixo de Luís Schafer, Vital apresentará muitas canções do “lado B” do homenageado, “aquelas que só ouve quem tem os LP’s em casa”. Alguns exemplos são ‘Na Rodoviária’, ‘Profecias’ e ‘Nuit’.

Outra dinâmica nova é o fato de que algumas canções ficarão de fora do setlist principal, como uma forma de “teste”. “Como estaremos somente em três pessoas, vamos fazer um estilo mais country, pois não teremos guitarra. Então não incluímos algumas músicas, para ver se a plateia as pede”, explica o cantor.

Pelo terceiro ano consecutivo Vital de Souza cantará ‘Meu Amigo Pedro’ ao lado do filho, João Pedro, que também tem participado das demais lives, realizadas nas redes sociais sempre às segundas-feiras, às 20 horas.

Além de homenagear os ’75 Anos de Raul Seixas’, a decisão de antecipar a agenda que já é tradição em agosto se deu para aumentar as contribuições feitas via transferência bancária para Vital. “Assim como outros músicos, estou parado há três meses”, explica o mogiano, que pela primeira vez pensa em incluir no show canções autorais, do disco ‘Cantalogia’, lançado em 2008.

“Cantar Raul, agora em 2020, depois de tantos anos…”, começa a analisar Vital, sobre a longa vida do tributo. “Já me sinto responsável em ser esse orador a uma nação que ama e é fanática por Raul. Tem músicos que passam, mas ele fica, com letras que se encaixam agora, como o ‘O Dia Que a Terra Parou’”.

O tradicional show de Vital costuma lotar o Teatro Vasques, e em alguns anos já chegou a registrar fila do lado de fora, com pessoas esperando para entrar. Ou seja, audiência ele tem. Mas a internet é um formato novo para o evento. “Estou fazendo boa propaganda no Facebook, marcando aos poucos todas as pessoas que vão ao Vasques. Nas ‘lives’ de segunda-feira tenho registrado mais de duas mil visualizações, e espero mais de três mil amanhã”, diz o mogiano que, animado com a repercussão das lives, promete fazer em breve uma outra transmissão de vídeo especial, com canções em clima de festa junina.


Deixe seu comentário