MUNICIPAL

Hospital em Braz Cubas terá nova gestão em 1 mês

Fundação do ABC assumirá administração do Hospital Municipal no lugar da Pró-Saúde. (Foto: arquivo)

A partir do próximo mês, o Hospital Municipal Prefeito Waldemar Costa Filho, em Braz Cubas, passará a ser administrado pela Fundação do ABC (FUABC). A nova organização social, vencedora do processo de licitação aberto pela Secretaria Municipal de Saúde, assume o equipamento a partir do dia 26 de junho, no lugar da Pró-Saúde. A mudança no comando deverá resultar no aumento no número de cirurgias eletivas no município.

A homologação do resultado do chamamento público da Secretaria Municipal de Saúde foi publicada ontem no Diário Oficial do Estado de São Paulo, confirmando a Fundação como vencedora da licitação para gerenciamento, operacionalização e execução dos serviços de saúde do hospital. O valor global para o período de 36 meses será de R$ 125.190.588,35 – o equivalente a cerca de R$ 10,4 milhões por mês.

A empresa especializada em gestão hospitalar apresentou preço bem inferior à Pró-Saúde, que fez oferta de cerca de R$ 148 milhões pelos mesmos serviços. O pagamento mensal desses custos são divididos em três partes, entre os governos municipal, estadual e federal.

O secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra, explica que pouca coisa deve mudar com a troca das organizações sociais. Ele disse que a intenção é manter todo o quadro de funcionários. “A Fundação do ABC informou que não pretende demitir ninguém, mas vai fazer uma consulta para saber quem pretende continuar no trabalho e dar liberdade de escolha para quem quiser sair”, reforça.

Bezerra disse ainda que o prazo de um mês para mudança de direção é necessário para o processo de transição – trabalho que será feito por uma equipe da Secretaria, da Fundação do ABC e da Pró-Saúde. Além de garantir a qualidade de atendimento no setor de pediatria e ginecologia, o secretário afirma que é avaliada a possibilidade de ampliar o número de cirurgias eletivas, como no caso de varizes, cataratas e outras especialidades.

A direção da FUABC esclarece que serão implantados novos protocolos assistências e administrativos, e processos de gestão guiados por indicadores e focados nos resultados. O objetivo, segundo a instituição, é a manutenção da qualidade dos serviços, o cumprimento das metas contratuais e, principalmente, o atendimento humanizado. A organização social informa ainda que será disponibilizada assistência de ponta aos pacientes, em gestão compartilhada com o município, pautada pela qualidade assistencial, alta resolutividade dos casos e satisfação dos usuários.

A Fundação atua em Mogi desde 2015, quando assumiu a administração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas no Rodeio. Em agosto do ano passado, ela também venceu o chamamento público para prestação de serviços no Pronto Atendimento e UBS do Jardim Universo e no Pronto Atendimento de Jundiapeba. Atua ainda no Centro de Detenção Provisória de Mogi, Serviço de Apoio e Diagnose (exames radiológicos), no Jardim Universo, Jundiapeba e Pró-Criança, além do Serviço de Imagem (tomografia computadorizada) na unidade de saúde Vila Suíssa.