CARTAS

Inadmissível

Bandalheiras com recursos públicos é que não faltam nas nossas instituições. Como este caso do um secretário-executivo da Casa Civil, o Vicente Santini, que para participar do Fórum Econômico, de Davos, na Suíça, se achou no direito de requisitar um avião da FAB para, exclusivamente, levá-lo, com mais suas secretárias, para esse evento. Diferente dos ministros que viajaram em companhias áreas privadas. E, como apurado com oficiais da FAB, esse voo não sai por menos de R$ 740 mil. Ou, mais de 700 salários mínimos… E o inconformado Jair Bolsonaro, decidiu exonerá-lo, por esse “inadmissível acontecimento”. E o chefe do Santini, o ministro Onyx Lorenzoni, vai continuar no cargo?!…

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com


Deixe seu comentário