INFORMAÇÃO

KC reduz em 27% a captação de água na fábrica de Mogi

SOCORRO Helicóptero “Águia”, da Polícia Militar, pousa num terreno baldio do centro para socorrer os funcionários do Semae soterrados em obra da cidade. (Foto: Eisner Soares)
SOCORRO Helicóptero “Águia”, da Polícia Militar, pousa num terreno baldio do centro para socorrer os funcionários do Semae soterrados em obra da cidade. (Foto: Eisner Soares)

O projeto “Pegada Hídrica” foi desenvolvido junto com organização ambiental TNC

Uma parceria com a organização ambiental The Nature Conservancy (TNC) possibilitou à empresa Kimberly-Clark obter uma redução de 27% na captação de água de sua unidade localizada no bairro do Cocuera, em Mogi das Cruzes, em comparação ao ano de 2014. A fábrica mogiana obteve o terceiro melhor desempenho em captação de água por tonelada produzida entre as unidades da companhia em todo mundo. A KC mogiana foi a escolhida para dar início ao projeto denominado “Pegada Hídrica” e o resultado foi determinante para estabelecer a compensação exigida em função do impacto ambiental relativo à captação e devolução de água para o rio Tietê. A derradeira etapa do projeto foi colocada em prática em 2017. Uma compensação ambiental foi feita em 32 hectares do município de Salesópolis, considerada pela empresa uma “importante região para a proteção dos mananciais do rio Tietê”, tendo sido feito o plantio de aproximadamente 50 mil mudas de árvores nativas para recompor a reserva legal de propriedades rurais que estavam carentes desta correção. No ano passado, a captação nas fábricas de papel da KC, em Mogi – e também em Correia Pinto, em Santa Catarina – registrou a melhora de 27% em comparação a 2014, alcançando uma economia acumulada de cerca de 1,5 milhão de metros cúbicos de água, graças às ações do projeto “Pegada Hídrica” aliadas aos ajustes e modernização nos maquinários da estação de tratamento de efluentes da empresa. Com isso, até 70% da água captada circula e volta para o processo, enquanto a outra parte é tratada e volta para o Tietê, dentro dos parâmetros exigidos pela atual legislação ambiental. Ainda que a celulose seja a principal matéria-prima para a KC a água é coadjuvante decisiva do processo produtivo para a fabricação de papéis pela empresa.

Investindo pesado

A Suzano, que desde janeiro reúne os ativos da Suzano Papel e Celulose e da Fibria, encerrou o primeiro trimestre de operações com um investimento total de R$ 1,4 bilhão. A maior parte, R$ 980 milhões, destinou-se a iniciativas de manutenção florestal e industrial; R$ 280 milhões foram aplicados em terras e ativos florestais; e os outros R$ 80 milhões se destinaram a ampliação e modernização. “Após a fusão com a Fibria, a Suzano busca tornar-se melhor e mais competitiva”, diz o presidente Walter Schalka que, até o final do ano, prevê investimentos de R$ 6,4 bilhões.

Fim de linha

Duas empresas tradicionais de Mogi das Cruzes encerraram suas atividades nos últimos dias, sufocadas pelas dificuldades da atual crise econômica. A Companhia Mogi Café Solúvel, do Grupo Atalla, fecha as portas após um longo período de altos e baixos, em que acabou perdendo espaço, principalmente no mercado externo. Da mesma forma, a Comal Arroz, do empresário José Antonio Ribeiro Nogueira, especializada em beneficiamento e distribuição do produto, também foi desativada no início do mês, após acertos trabalhistas com todos seus funcionários.

Choro e marketing

Que ninguém duvide da capacidade do padre cantor Alessandro Campos de criar fatos capazes de mobilizar milhares de pessoas em torno de suas redes sociais. Foi assim, por exemplo, na noite de quinta-feira, quando ele transformou o nascimento de sua sobrinha Rebeca, filha de sua irmã Daiane e Alan, num enorme sucesso de público, curtidas, likes e afins. Direto do Mogi Mater, onde a criança nasceu com 46,5 cm e 3,110 kg, o religioso foi informando seus mais de 430 mil seguidores e ampliando ainda mais a participação de novos adeptos nas diferentes redes.

Recreação animal

A dupla de vereadores Fernanda Moreno (PV) e Rodrigo Romão (PC do B) estão sugerindo ao prefeito Marcus Melo (PSDB) a criação de espaços destinados à recreação e exercícios de animais de estimação em parques ou praças públicas de Mogi. Ambos propõem que sejam regulamentados os locais que abrigarão tais espaços, assim como os tamanhos e equipamentos destinados aos bichinhos.

Frase

Dizem que ele está lento, mas tão lento, que quando vai jogar basquete, arremessa a bola na cesta e acerta só no sábado.

Milton Neves, radialista, referindo-se a Dunga, em 2000

Darwin Valente

Darwin Valente

Deixe seu comentário