Lenina Velloso

Como descobriu a vocação para o Jornalismo?

Lenina-Velloso
Lenina Velloso

Eu tinha treze anos quando comecei a me destacar nas aulas de Redação e perceber que escrever era algo que me encantava. Foi natural que me apaixonasse pelo Jornalismo mesmo antes de entrar na faculdade. Com dezesseis anos, fui conhecer a Redação do jornal O Diário de Mogi, onde passei alguns meses acompanhando a rotina dos repórteres, a apuração das notícias, elaboração dos textos, fechamento das edições e então não tive dúvidas do caminho a seguir. Na sequência comecei a cursar Jornalismo na UMC e, já no primeiro ano da faculdade, voltei ao jornal O Diário como estagiária. Trabalhei como repórter até me formar, em 2002. O Diário de Mogi foi minha maior escola. Depois da Universidade, já na TV Diário, fiz muitos cursos na área de telejornalismo, e recentemente fiz especialização em Assessoria de Imprensa pelo Senac.

Conte como apareceu a oportunidade para trabalhar na TV.
Surgiu o convite para uma vaga de produtora de reportagem na TV Diário. Resolvi arriscar. Não demorou para eu me apaixonar pelo telejornalismo.

Durante alguns anos na TV Diário, quais foram as suas maiores conquistas profissionais?
Acredito que a minha maior conquista durante os doze anos em que fiquei lá foi minha trajetória em si. Não é fácil chegar em uma afiliada da Rede Globo com pouco conhecimento em telejornalismo e aprender quase tudo na prática. De produtora
de reportagem passei a repórter, função que exerci durante cinco anos. De repórter passei a editora de texto e apresentadora. Isso sem falar nos vários projetos dos quais participei, como programas especiais da Festa do Divino, Diário dos 450, séries especiais de eleições, entre outros.
Por que resolveu montar uma empresa de assessoria de comunicação?
Sou inquieta por natureza. Estava em busca de novas experiências que fossem também na minha área, mas fora das redações, onde vinha trabalhando durante dezesseis anos. Foi quando a jornalista Juliana Nakagawa, hoje minha sócia, me procurou com a ideia de montar uma empresa de Assessoria de Imprensa diferenciada na Região. Dessa proposta nasceu a Dialeto Comunicação Integrada, uma empresa que se propõe a identificar aquilo que cada cliente pode trabalhar em termos de informação seja para fortalecer sua marca, para gerar mais negócios ou se comunicar melhor com seu público alvo e colaboradores. Já temos clientes na capital e sabemos que temos potencial para ir além.