LITERATURA

Livro de escritor suzanense faz reflexão sobre a pandemia

O ESCRITOR Sacolinha comanda o projeto “Literatura e paisagismo – Revitalizando a quebrada”, que tem por objetivo a intervenção em espaços públicos com literatura, grafite e plantio de árvores. (Foto: divulgação)
O ESCRITOR Sacolinha comanda o projeto “Literatura e paisagismo – Revitalizando a quebrada”, que tem por objetivo a intervenção em espaços públicos com literatura, grafite e plantio de árvores. (Foto: divulgação)

Depois de publicar “Dente-de-leão: a sustentável leveza de ser” o escritor e presidente da Associação Cultural Literatura no Brasil (ACLB), Ademiro Alves, o Sacolinha, volta às prateleiras de todo o território nacional com “Entre amar e morrer, eu escolho sofrer – Um conto da pandemia”. A publicação, que foi produzida durante a quarentena, sai pela “Coleção 2020 – Ensaios sobre a pandemia” da editora Todavia.

Criada e produzida durante a pandemia de Covid-19, a coleção reúne autores e autoras que se dedicaram a refletir e a provocar o pensamento em livros breves, atuais e contundentes.

“Entre amar e morrer, eu escolho sofrer”, do escritor Sacolinha, acaba de ser lançado em e-book. Em formato impresso será no próximo dia 20. Único título ficcional da coleção, o livro apresenta uma história de amor e luta social no meio da tempestade — sanitária, social e econômica — trazida pela chegada da Covid-19.

Para consolidar a chegada da obra no mercado está marcada para a próxima quinta-feira, dia 16, às 18h30, uma ‘live’ de lançamento no youtube no canal da editora Todavia.

Um dos nomes mais ativos da literatura brasileira surgida nas quebradas das grandes cidades, Sacolinha escreve uma love story em plena pandemia de Covid-19. Com urgência e linguagem calcada na realidade concreta, tendo as notícias da evolução da doença como eixo organizador da narrativa “Entre amar e morrer, eu escolho sofrer”.

Um conto da pandemia mescla com muita habilidade a história particular dos personagens com o quadro maior, histórico e social, que estamos vivendo — no caso, de Bibiano e Malú, ambos moradores de uma das maiores favelas brasileiras e que são engolidos pelo turbilhão dramático que a desigualdade provoca quando a doença desembarca nos lugares menos assistidos pelo Estado.

Filho de pai alcoólatra, Bibiano é um artista de grafite reconhecido em sua região. Depois de uma desilusão amorosa, precisa lidar com a precariedade do meio em que vive quando ele mesmo é contaminado pelo novo vírus. Na mesma comunidade vive Malú, jovem intelectual negra formada em História, uma moça aguerrida que aos poucos demonstra — de forma enérgica — sua capacidade de liderança para lidar com a crise sanitária. O encontro dos dois se dará nas condições mais dramáticas experimentadas por toda uma geração de brasileiros.

O autor

Sacolinha (Ademiro Alves de Sousa) nasceu em São Paulo, em 1983. É formado em Letras pela Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Recebeu diversos prêmios por seus romances, livros de contos e crônicas. Atualmente realiza o projeto “Literatura e paisagismo – Revitalizando a quebrada”, que tem por objetivo a intervenção em espaços públicos com literatura, grafite e o plantio de árvores.

A versão e-book poderá ser adquirida pelo preço promocional de lançamento, (R$ 9,90) até o dia 19. Já a versão impressa sai por R$ 30,00. As duas versões podem ser adquiridas nos sites da Amazon, da Submarino e da editora Todavia.

Outras informações pelo telefone (whatsapp) comercial (11) 99526-3561 ou pelo e-mail: contato@escritorsacolinha.com


Deixe seu comentário