CARTAS

Lixo e fiscalização

Acabei de ler a matéria onde o vereador Cuco Pereira fala sobre fiscalização.

Mogi tem 713 km² de área e quando entrei na Prefeitura para trabalhar na área de limpeza urbana, em 2010, a fiscalização contava com seis fiscais.

Com a troca da gestão, em 2017, isso foi reduzido a dois e, depois, passou a três fiscais.

Sei onde são os pontos viciados de lixo. Não vou citar para não prejudicar os fiscais, mas vejo sempre pessoas descartando materiais nesses locais.

A culpa não é dos fiscais da Secretária Municipal de Serviços Urbanos, porque são poucos nas ruas para essas ações.

Penso que hoje seriam necessários, no mínimo, 10 fiscais.

Também está acontecendo o retorno de áreas de reciclagens irregulares que, anteriormente, haviam sido fechadas.

José Roberto Elias

belo_elias@uol.com.br


Deixe seu comentário