Mais uma oportunidade para os viadutos de Mogi

A chegada de Michel Temer (PMDB) ao comando da República e a manutenção do Ministério dos Transportes sob o controle político do PR do ex-deputado Valdemar Costa Neto e do atual deputado federal Márcio Alvino representam a renovação das chances de Mogi das Cruzes vir a receber os esperados viadutos sobre a linha férrea, na Vila Industrial e Jundiapeba. Basta que o deputado federal Maurício Quintela Lessa (PR-AL), indicado pelo partido para estar à frente do Ministério, decida levar adiante os trabalhos já realizados pelo seu antecessor no cargo, o atual presidente nacional do PR, Antonio Carlos Rodrigues, que chegou a considerar de utilidade pública para fins de desapropriação os terrenos situados nos locais onde as obras serão executadas. Restam, portanto, a conclusão dos processos para desapropriar as áreas e o término dos projetos executivos, antes da concorrência pública para contratação das empresas que deverão executar as obras. E mesmo com as dificuldades econômico-financeiras do momento, as novas etapas poderão ser vencidas, afinal, o Ministério dos Transportes do novo governo está fortalecido com a inclusão dos setores de Portos e Aviação Civil, o que deverá aumentar – e muito – o seu orçamento. É hora, portanto, de uma ação mais eficiente dos políticos ligados a Costa Neto, ainda o manda-chuva do partido e responsável pela indicação do ministro, para que as obras para Mogi sejam incluídas entre as prioridades da pasta. Só assim, o antigo plano dos viadutos para facilitar a chegada até Mogi do Expresso Leste em todos os horários, poderá, finalmente, sair do papel.

Raízes mogianas
Mágino Alves Barbosa Filho, desde a última sexta-feira secretário de Segurança Pública de São Paulo, em substituição a Alexandre Moraes (novo ministro da Justiça de Temer) tem passado ligado a Mogi das Cruzes: foi promotor público no Fórum local. Graduado em Direito pela Pucamp, ingressou no Ministério Público em 1984. Antes de chegar à Capital passou pelas comarcas de São Sebastião, Serra Negra e Mogi.

Comércio – 1
Presidentes de sindicatos patronais do comércio de 20 cidades que compõem a Coordenadoria Sindical Sul da Federação do Comércio do Estado de São Paulo estarão reunidos na próxima quinta-feira, dia 19, a partir das 10 horas, na sede do Sincomércio de Mogi. Em pauta, articulações que estimulem o setor e a consequente geração de empregos e renda na Região, mesmo no atual cenário de crise.

Comércio – 2
A condução do debate será feita por Dan Guinsburg, coordenador da CSS e presidente do Comércio Varejista de Taubaté. Estarão presentes também o superintendente da Fecomércio, Antonio Carlos Borges e assessores econômicos e políticos da entidade. São esperados sindicalistas de cidades como Cruzeiro, São José, Taubaté, São Roque, ABC, Osasco e Itu, entre outros.

Musa ausente
O pleito deste ano em Mogi não terá a mesma graça dos últimos: a ele faltará Thamara Strelec, apontada pelos marmanjos como a musa das eleições. Candidata a prefeita e a deputada no passado, sem conseguir eleger-se, ela optou pela carreira acadêmica, incentivada pelo noivo Adolfo Ignácio Calderon. Mestre em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas e doutora em Ciências Políticas pela Unicamp, Thamara vive hoje em Barcelona, onde desenvolve pesquisas no Instituto de Governo e Políticas Públicas.

COTIDIANO

o sábado, dia 7, em Ribeirão Preto, o deputado estadual André do Prado casou-se, em segundas núpcias, com Clarissa Ribeiro Johara, sua ex-assessora / Foto: Divulgação - Facebook
o sábado, dia 7, em Ribeirão Preto, o deputado estadual André do Prado casou-se, em segundas núpcias, com Clarissa Ribeiro Johara, sua ex-assessora / Foto: Divulgação – Facebook

FRASE

Fotografia de político tem muito mais de futuro do que de passado.

Orlando Brito, fotógrafo de muitos presidentes, ensinando um novo modo de se olhar para os retratos jornalísticos dos homens públicos