ESPETÁCULO

Marcio Pial apresenta stand-up comedy

Espetáculo ‘4.0’ do comediante mogiano está marcado para o próximo dia 18, no Centro Cultural. (Foto: Divulgação)
Espetáculo ‘4.0’ do comediante mogiano está marcado para o próximo dia 18, no Centro Cultural. (Foto: Divulgação)

Só se faz 40 anos uma vez na vida, e por isso o comediante mogiano Marcio Pial decidiu comemorar a data com o stand-up ‘4.0’, em que apresenta situações engraçadas vividas por ele próprio desde a infância. O show está marcado para o próximo dia 18, às 20h, no Centro Cultural de Mogi das Cruzes, e os ingressos custam R$ 15,00.

O texto de ‘4.0’ é novo, e marca o retorno dele aos palcos de cara limpa, depois de ter passado a última temporada em turnê com o espetáculo ‘Rebobinando’, em que faz graça com objetos que já deixaram de existir, como o vídeo cassete. Agora, o foco é divertir a partir de histórias verdadeiras, mas adicionando uma dose extra de emoção.

Ao longo de 70 minutos de fala, Pial conta histórias engraçadas que envolvem seu crescimento pessoal e profissional, como testes para trabalhos circenses e no cinema. “Pego histórias que aconteceram comigo e faço exageros e repetições, além de outras técnicas de comédia, para fazer o público rir”, diz o humorista, que revelou algumas das passagens mais engraçadas.

“Já me meti em várias enrascadas, e tenho muitas histórias de testes em que me dei mal, como numa vez que me candidatei a um papel num longa-metragem, e só na hora fui descobrir que era um filme pornô”, diverte-se Pial. “Fui pai aos 17 anos, e abordo esse lado familiar também, sobre meu filho e também meus irmãos. Somos cinco, todos homens, criados por mulheres, e vivemos situações inusitadas”.

Mas o stand-up não é só “biográfico”. Pial faz questão de inserir acrobacias e danças, já que o hip-hop para ele “não é só uma cultura, é um estilo de vida”. “O hip-hop salvou minha vida, e acredito muito na educação por meio da cultura. Por isso, quando falo do Jaspion (seriado japonês), dou um salto mortal, e quando falo de bailes faço breakdance”.

O comediante resolveu trabalhar neste texto mais dinâmico depois de ter passado todo o ano de 2018 viajando pelo Circuito Cultural Paulista e pelo projeto Cultura Livre. “Estive em mais de 20 cidades de todo o Estado, e as pessoas sempre me perguntam quando voltaria a me apresentar em Mogi. Decidi então testar essas histórias, que funcionam como um bate-papo descontraído, como se estivéssemos na sala da minha casa”.

Pial, que começou a trabalhar com comédia em 2006, quando começou a fazer acrobacias de hip-hop no Circo Roda Brasil, onde também foi palhaço, diz que o show é interativo, mas nada com que o público precise se preocupar. “Vou brincar, mas sem chamar alguém para o palco. Faço piadas com a plateia, não da plateia”, encerra ele, que se prepara para novas exibições de ‘Rebobinando’ em Caraguatatuba e Mauá. Aliás, se ‘4.0’ fizer sucesso, pode virar um projeto maior neste 2019, ano em que o projeto ‘Sexta do Riso’ também deve ganhar força.

Para assistir ao espetáculo basta adquirir o ingresso na bilheteria do Centro Cultural, que fica na Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, 360, no Centro. A classificação indicativa é de 14 anos, e outras informações podem ser obtidas pelo telefone 4798-6988.