INFORMAÇÃO

Marco Bertaiolli pode ser o candidato a prefeito do PSD

Aliados querem ver o deputado concorrendo novamente à Prefeitura

Se as eleições para a Prefeitura de Mogi ocorressem hoje, o candidato a prefeito pelo PSD muito provavelmente seria o atual deputado federal Marco Aurélio Bertaiolli. Foi o que apurou esta coluna em conversas com pessoas próximas do político, que pode estar muito perto de um retorno às suas origens políticas. Sempre que questionado sobre tal assunto, o ex-prefeito desconversa, alegando que ainda é cedo para se falar em candidatos ou candidaturas à Prefeitura nas eleições que acontecerão em outubro do próximo ano. Nos bastidores, entretanto, aliados de Bertaiolli vêm conversando – e muito – sobre o assunto. E sempre que a questão sucessória vai a debate, a opção pelo deputado acaba se viabilizando. Para essas pessoas, um reatamento com o atual prefeito e virtual candidato à reeleição, Marcus Melo (PSDB), estaria fora de cogitação, já que as divergências entre os dois teriam ultrapassado o plano político para entrar, perigosamente, no pessoal. Assim, com a candidatura de Melo em plena consolidação, quem poderia ser o seu adversário no grupo de Bertaiolli? A princípio, surgem os nomes de alguns vereadores e até o do ex-secretário Teo Cusatis, da Saúde, hoje longe da vida pública e atuando na iniciativa privada. A maioria, entretanto, não chega a empolgar e as atenções voltam na direção do deputado, que teria a popularidade para enfrentar o adversário que hoje é o guardião das chaves dos cofres municipais, dispondo, a seu favor, do poderio da máquina administrativa. Some-se a tudo isso uma certa insatisfação do parlamentar com o andamento lento demais dado às suas reivindicações na área federal. Acostumado a ser rápido no gatilho em suas decisões de cunho administrativo, Bertaiolli não estaria nem um pouco satisfeito com a burocracia oficial dos órgãos governamentais, capaz de empurrar por mais de um ano, questões que ele considera possíveis de serem resolvidas em questão de semanas. Pesando contra tudo isso, existe um plano de carreira política traçado pelo ex-prefeito de alçar voos mais altos na política nacional, cujas etapas iniciais ele começou a queimar no decorrer deste ano. Mesmo sentindo na pele as dificuldades para se projetar dentro da Câmara Federal, o mogiano sabe que não deve desistir logo diante do surgimento dos primeiros obstáculos. Candidatar-se a prefeito novamente poderia ser visto como retrocesso em seu plano de carreira, ainda que esteja premido pelas necessidades do jogo político local. E é nesta verdadeira roda gigante de opções que a proximidade do mês de março – data considerada limite para decisões – aparece como uma grande interrogação diante do político e seus aliados. Antes disso, as decisões terão de ser tomadas.

Lira – 1

Integrantes da Lira São José Operário farão, no final da tarde de hoje, uma homenagem a Santa Cecília, a padroeira dos músicos, cuja data comemorativa ocorreu ontem. Às 18h30, a banda participa de procissão ao redor da Igreja de São José, no Mogilar, que antecederá a missa celebrada às 19 horas, pelo padre Aleksandro Bassetto Moreira. Terminada a cerimônia haverá confraternização dos músicos no Salão Paroquial da Igreja, segundo o presidente Josemir Ferraz de Campos.

Lira – 2

A diretoria da Lira já está organizando a Retreta de Natal, que deverá marcar a participação da banda nos festejos natalinos da cidade. Será no dia 14 de dezembro, um sábado, por volta de meio-dia, no movimentado Largo do Rosário. O presidente Josemir espera intercalar as músicas executadas pela Lira com apresentações de grupos de Folias de Reis vindos de Santa Branca, Biritiba Mirim e Mogi (Santo Ângelo).

Govtechs

Mesmo com o Brasil dispondo atualmente de mais de 2 mil empresas que oferecem soluções para problemas do setor público, as chamadas govtechs, que criam sistemas para desburocratizar processos, Mogi encontrou na própria cidade uma saída para assegurar maior rapidez ao atendimento junto à Secretaria Municipal de Planejamento. A informatização desenvolvida pela startup de Marco Zannata vem apresentando excelentes resultados na liberação de processos, um dos gargalos da administração. O assunto foi tema de reportagem numa emissora de tevê da Capital.

Budismo

A exemplo do que foi feito com as crianças do Instituto Maria Mãe do Divino Amor, do Botujuru, o fotógrafo Robson Regato também produziu um jogo com 12 imagens do templo budista Nambei Shingonshi Daigozan Jomyoji, de Suzano, uma das mais belas sedes de instituições religiosas da região, existente desde 1963, no Parque Santa Rosa. O lançamento da verdadeira obra de arte acontecerá no próximo dia 7 de dezembro, durante o 1º Tyoutin Matsuri, o Festival das Lanternas, entre 11 e 20 horas, com muitas outras atrações. Para produzir as fotos, Robson passou por uma imersão de quase uma semana no local, para acompanhar cerimônias que aconteciam antes das primeiras horas da manhã.

Frase

Político é dividido em duas partes. Uma trabalha para ser eleito. A outra trabalha para conseguir um cargo público se for derrotado.

Augusto Zenun, morador de Campestre, no Sul de Minas Gerais


Deixe seu comentário