INFORMAÇÃO

Melo toma posse como coordenador do PSDB

Prefeito deverá cuidar da reestruturação do partido no Alto Tietê

Após ser empossado no cargo de coordenador regional do PSDB na Macro Região Leste da Capital, o prefeito de Mogi, Marcus Melo convocou os tucanos regionais para uma verdadeira cruzada destinada a reestruturar o partido com vistas às eleições municipais de 2020, em todo o Alto Tietê. Isso aconteceu na noite de terça-feira, durante encontro regional do partido, no auditório da Câmara de Mogi, lotado por correligionários da Região e do ABC. Melo fez eco ao que disse o presidente estadual do partido, Pedro Tobias, que apresentou um balanço dos lucros e perdas do PSDB nas eleições passadas, evidentemente desfavorável ao partido, que viu suas bancadas reduzirem de tamanho na Câmara e Senado Federal, além da fragorosa derrota do ex-governador Geraldo Alckmin na disputa pela Presidência da República. Por tudo isso, com seu forte sotaque árabe – que lembrou muito o ex-vereador Nabil Safiti –, o presidente Tobias afirmou que é chegado o momento de promover uma verdadeira reviravolta interna no ninho tucano e, ao anunciar “carta branca” para que o prefeito Melo possa cuidar da reorganização regional, classificada por ele como uma “oxigenação” do partido, atraindo novas lideranças, dispostas a trabalhar pela cidade, estado e pelo País. Radical, ele defendeu que esse processo inclua a expulsão de tucanos envolvidos em caso de corrupção, como os ex-governadores Aécio Neves (Minas), Beto Richa (Paraná) e Marconi Perillo (Goiás). Segundo o presidente, as eleições mostraram que é hora de se fazer política de um novo jeito. E, por isso mesmo, colocou a disposição de Melo toda estrutura do partido para promoção de cursos de formação política e familiaridade com as redes sociais e outras novas formas de comunicação. De positivo, ele destacou a vitória de João Doria Júnior, que se elegeu governador de São Paulo. E aproveitou para elogiar a atuação do prefeito de Mogi na campanha em que o tucano venceu o adversário Márcio França (PSB) na cidade. Tobias criticou os “traidores” que deixaram Doria para apoiar França, principalmente no segundo turno. Esses, segundo ele, deveriam ser igualmente expulsos do partido. Ao dizer que o PSDB precisa de “sangue novo”, ele citou Marcus Melo, “uma pessoa correta e séria”, assim como os vereadores da bancada em Mogi e outras cidades, que colaboraram na eleição de Doria. O prefeito de Mogi deverá, a partir de agora, definir uma agenda de eventos para dar início ao processo de reorganização do partido na cidade e região.

Alckmin
Ao lamentar o resultado alcançado por Geraldo Alckmin nas eleições presidenciais passadas, Pedro Tobias fez referência a políticos envolvidos com a corrupção para, num contraponto, dizer que o ex-governador, hoje fora do cargo, está passando por sérias dificuldades financeiras. Depois de classificar Alckmin como uma pessoa “integra e de vida irrepreensível”, o presidente tucano disse que o ex-governador está se preparando para voltar a exercer a Medicina e a dar aulas, já que conta somente com uma aposentadoria para continuar sobrevivendo.

Deficientes
O vereador Caio Cunha (PV) voltou a insistir junto ao presidente da Câmara para que sejam adotadas medidas visando garantir que pessoas com deficiência auditiva possam acompanhar integralmente os trabalhos do Legislativo. Em favor de “maior transparência”, Cunha pede acessibilidade às sessões, audiências públicas e também nas transmissões que são realizadas por meio da TV Câmara. A sinalização por Libras resolveria o problema.

Implosão
Integrantes do grupo Axé Mogi, que sempre pregaram contra a intolerância em manifestações na Cidade, não conseguiram contornar as suas próprias divergências internas, que resultaram na renúncia de sete dos nove dirigentes da entidade. Deixaram seus cargos o presidente Danilo Bezerra da Silva, o Pai Danilo de Oxalá; Antonio Agnaldo Lopes (tesoureiro); Luciana Rodrigues (2ª secretária); além de Thiago Batalha, João Ricardo do Prado, Aparecida Andrade de Prado, Fernando Augusto Diniz e Georgina Aparecida, todos integrantes do Conselho Fiscal. Ainda não há informações sobre como será o futuro do Axé Mogi.

Aprovado
O deputado estadual André do Prado (PR) comemorou, ontem, a aprovação pelo Tribunal Regional Eleitoral das contas de sua mais recente campanha eleitoral. André também recepciona, hoje à tarde, em Guararema, o secretário Mário Mondolfo, de Logística e Transportes, que irá anunciar o início das obras nas rodovias que ligam aquele município a Santa Branca e a Salesópolis. O secretário-adjunto, José Luiz Eroles Freire, que é da cidade, também estará presente.

Frase
Não existe democracia sem eleições, como sabe Cuba. Mas só eleições não fazem uma democracia, como sabe a Venezuela.
Reinaldo Azevedo, jornalista e comentarista político da Rádio Band News