CRIME

Menor suspeito de roubar carro em Mogi morre ao enfrentar a Polícia Militar

Corpo do autor do crime foi retirado do IML de Mogi das Cruzes pela família. (Foto> arquivo)
Corpo do autor do crime foi retirado do IML de Mogi das Cruzes pela família. (Foto> arquivo)

O adolescente Jhonatan Francisco dos Santos trocou tiros com a Polícia Militar e morreu, às 21h10 desta terça-feira, na estrada Particular Eguti, na Chácara dos Baianos, em Jundiapeba. O comparsa dele, não identificado até o início da noite desta quarta, conseguiu escapar da equipe da Força Tática 17.021, formada pelo sargento Sandro Florentino, Jeferson Posidonio e Wilson Gomes. A dupla havia roubado momentos antes o Honda Fit Personal de propriedade da idosa Lídia Sato Ono, de 72 anos, na avenida Japão, no Alto do Ipiranga.

Segundo relato de Lídia ao delegado Guilherme Cyrino, de plantão no Distrito Central, um dos bandidos portava uma arma. “Eles entraram no carro e foram embora”, contou. Em seguida, ela ligou para o 190, do Centro de Operações da PM, e informou o assalto, fornecendo a descrição do carro e a placa.

A equipe da Força Tática avistou o veículo em Jundiapeba e iniciou o acompanhamento. Na estrada do Eguti, conforme os policiais disseram à autoridade, o Honda Fit parou e os bandidos saíram correndo, um para cada lado. O menor que morreu portava uma pistola tipo Glock com a numeração suprimida, e atirou na direção dos policiais, sem contudo, atingí-los. Eles revidaram e balearam o bandido que faleceu no local.

O delegado Guilherme Cyrino registrou a ocorrência como roubo, resistência, homicídio simples – morte em decorrência de intervenção policial – e localização de veículo.

No final da tarde desta quarta-feira, a Polícia ainda não tinha apurado se o adolescente infrator que morreu no tiroteio participou de outros roubos de carros em Mogi, apesar de haver suspeitas.