EDITORIAL

Mercado em prospecção

Duas notícias servem de contraponto em meio à acidez dos desdobramentos da pandemia e do aumento do número de mortes e de pessoas infectadas pelo coronavírus.

A Gerdau anunciou ao mercado a decisão de estender os braços da G2L, instalada em Barueri, para Mogi das Cruzes, com investimento de R$ 600 mil e a geração de 60 novos empregos diretos no endereço da Rodovia Mogi-Salesópolis, entre o Socorro e César de Souza.

A nova empresa, a ser instalada em uma área de 7 mil m², deverá diversificar as operações de logística com a prestação de serviços a terceiros, e iniciar as operações em dois meses.

Além de nutrir o mercado de trabalho, gerar renda e impostos, o anúncio recarrega expectativas sobre o futuro da Gerdau na cidade. O grupo veio fechando postos de trabalho na unidade mogiana desde o início da recessão econômica, em 2017, quando ninguém sonhava com a chegada de algo ainda maior e pior, a pandemia.

Também nessa semana, o jornalista Darwin Valente, em seu Podcast Informação (www.podcast.odiariodemogi.com.br), conta em primeira mão que a Ponsse de Mogi das Cruzes, produtora de grandes máquinas florestais, está em negociação com a Brascell, fábrica de celulose em expansão no Brasil e instalada em Lençóis Paulista, para fornecer equipamentos à empresa do grupo RGE, com sede em Cingapura.

Essas notícias são pontuais, mas demonstram a continuidade de projetos e investimentos. Uma mola propulsora para atender demanda por serviços, produtos, tecnologia, etc. reprimida desde o início deste ano, no mundo.

Estão acontecendo movimentações em setores que podem se recuperar mais rapidamente ou que estão em franca operação mesmo durante o transcorrer da pandemia. Entre eles, construção civil, alimentação, medicamentos, transporte e logística, tecnologia de informação, papel e celulose, agronegócios. Claro, o ritmo pode não alcançar a demanda pelo emprego e pela recuperação da economia, mas assegura um modelo de mercado em movimento.

Por último, no caso da Gerdau, a escolha por Mogi projeta o potencial da cidade, ancorado em sua estratégica localização e benesses, como o próprio ramal ferroviário existente dentro da empresa metalúrgica, e o rápido acesso a portos, estradas e ao aeroporto internacional de Guarulhos.


Deixe seu comentário