IMPRESSÕES

Mitsubishi Pajero Sport mantém a fama de ser um SUV “raiz”

O novo Pajero Sport chega ao mercado brasileiro com etiqueta de preço de R$ 265.990,00 (Divulgação)

Destaque da marca no último Salão de Automóvel de São Paulo, em novembro, a terceira geração do Pajero Sport foi totalmente atualizada. Substitui o Pajero Dakar, a versão utilitário esportivo da picape L200 Triton, que era fabricada na cidade goiana de Catalão e deixou de ser produzida no final de 2017. Agora o modelo vem importado da Tailândia, mas continua a ser um utilitário esportivo “de raiz”, que esbanja disposição para encarar trilhas radicais. O chassi e o motor 2.4 turbodiesel são os mesmos da Triton, tudo reforçado por modernas tecnologias. No Brasil, o Pajero Sport é oferecido em versão única, com sete lugares e teto solar, por R$ 265.990. Terá como concorrentes outros utilitários com carroceria montada sobre chassi, o Toyota SW4 e o Chevrolet Trailblazer.
O novo Pajero Sport é um veículo imponente – são 4,78 metros de comprimento, 1,81 metro de largura, 1,80 metro de altura e 2,80 metros de entre-eixos. O design valoriza a força. Na dianteira, o estilo é comum aos novos SUVs da Mitsubihi, conhecido como Advanced Shield, e já aparece no Outlander e no Eclipse Cross. A grade é formada por lâminas cromadas apoiadas sobre uma trama em estilo colmeia. É delimitada pelos faróis em LED, que contam com regulagem automática de altura, lavador e DRL em LED, integrados aos faróis de neblina por uma larga moldura cromada, que contrasta com a grade inferior preta. Na lateral, os pontos altos são as rodas em liga leve 18 polegadas diamantadas e o rack de teto na cor prata. Estribos integrados à carroceria, friso da linha de cintura e maçanetas cromadas arrematam o visual robusto. A traseira é dominada pelas imensas lanternas assimétricas e verticalizadas, que emolduram a tampa do porta-malas da linha de cintura até o para-choque. O generoso aerofólio funciona como uma espécie de “marquise” sobre o vidro traseiro.

Nova geração do Pajero Sport chega importada da Tailândia, com o design característico da Mitsubishi (Luiz H Pereira/AutoMotrix)

O motor é um Mivec 2.4 turbodiesel com injeção direta de 190 cavalos e 43,9 kgfm de torque máximo, acoplado ao câmbio automático de oito marchas. A tração é 4X4, com modo de tração integral que pode ser usado no asfalto. Mas há opções de tração apenas traseira, com 4X4 reduzida e com bloqueio de diferencial Além disso, há o Off-Road Mode, com quatro opções que melhoram o desempenho: Gravel (cascalho), Mud/Snow (lama/neve), Sand (areia) e Rock (pedra). Cada uma delas tem uma configuração específica para o tipo de piso, alterando a potência do motor, ajustes de transmissão, sistema de freios, controles de tração e estabilidade.
O SUV traz também outros recursos tecnológicos, como controle de descida (HDC), controle de tração (ATC) e estabilidade (ASC), sensores para acendimento dos faróis e limpador de para-brisa, piloto automático adaptativo (ACC) com frenagem autônoma, sistema de mitigação de colisão (FCM), aviso de ponto cego (BSW), ar-condicionado automático Dual-Zone, câmera de ré e sensor de estacionamento. Na segurança, são de série frenagem autônoma e piloto automático, assim como airbags frontais, para o joelho do motorista, laterais e de cortina, que incluem a segunda e a terceira fileira de passageiros.

Na traseira do novo Mitsubishi Pajero Sport chamam a atenção as enormes lanternas verticalizadas (Luiz H Pereira/AutoMotrix)

O interior do Pajero Sport apresenta um design confortável, esportivo e funcional. Os bancos em couro dão conforto em todos os tipos de situações, nas rodovias ou no “off-road”. O dianteiro tem ajuste elétrico e os traseiros podem ser rebatidos deixando o piso totalmente plano, aumentando o espaço interno. O porta-malas tem capacidade para 571 litros. Com os bancos da segunda fileira rebaixados, sobe para 1.731 litros.
O volante tem boa empunhadura e é multifuncional, com todos os comandos à mão do motorista: áudio, telefone, ACC, computador de bordo e Speed Limiter. Os “paddles shifts” localizados atrás do volante permitem o acionamento manual das marchas com praticidade. O painel de instrumentos é colorido e traz display de multi-informação. Nas trilhas, o desempenho e a atuação de cada roda são mostrados em tempo real ao motorista, facilitando a transposição de obstáculos. O console central em black piano com detalhes cromados reúne seletor de tração, botões para escolha do piso e o freio de estacionamento eletrônico. O sistema multimídia tem tela capacitiva de sete polegadas e vem equipado com Android Auto e Apple CarPlay, áudio streaming de última geração e conexão WiFi, que permite o acesso a aplicativos como Waze e Spotify.

No interior, a nova geração do Pajero Sport tem capacidade para levar até passageiros (Divulgação)

No teste de apresentação do novo Pajero Sport foi possível submeter o modelo a uma série de situações extremas, como grandes aclives e declives, inclinações laterais radicais, buracos de todos os tipos, lagos com 70 centímetros de profundidade e lamaçais com baixíssima aderência. Mas o Pajero Sport transpôs os obstáculos sem ranger ou resfolegar, justificando a tradição da Mitsubishi Motors dentro e fora das competições. A aptidão para as trilhas está implícita nos números do Pajero Sport: 45 graus de inclinação lateral, 30 graus de ângulo de entrada, 24,2 graus de ângulo de saída e 23,1 graus de ângulo de subida. Na prática, a percepção é que nada pode parar o SUV da Mitsubishi.
Felizmente, o trajeto incluiu trechos asfaltados, nos quais o Pajero Sport se revelou um gigante gentil, bastante confortável e espaçoso. O motor de 190 cv e 43,9 kgfm de torque oferece acelerações vigorosas e bastante torque disponível desde as baixas rotações. A transmissão automática de oito velocidades otimiza o potencial do motor. O sistema de tração permite rodar bem em qualquer situação. No asfalto, é possível optar entre a tração traseira e a integral.

No painel, sistema multimídia que permite integração com Android Auto e Apple Car Play (Luiz H Pereira/AutoMotrix)

No entanto, as trilhas esburacadas e pedregosas são mesmo o habitat natural do Pajero Sport. O sistema de tração Super Select 4WD-II possibilita que, por meio do seletor no console central, o motorista encontre o melhor ajuste. O modo 2H, com tração apenas na traseira, deve ser usado para estradas e vias públicas, privilegiando a economia de combustível com desempenho suave. Já o 4H é recomendado para estradas e pisos irregulares, inclusive asfalto, serras e chuva, e alterna automaticamente a tração entre os eixos dianteiro e traseiro. O modo 4HLc é ideal para terrenos acidentados, com superfícies de baixa aderência. E o 4LLc, que deve ser acionado com o carro parado e em posição Neutro, é recomendável para subidas ou descidas íngremes, rochas, areia e lama. O Hill Start Assist System (HSA) evita que o veículo recue ou avance em locais inclinados. O Adaptive Hill Decent Control (HDC) mantém a velocidade constante em descidas fortes, dispensando o acionamento do pedal de freio. O Pajero Sport tem ainda o bloqueio do diferencial do eixo traseiro, o RD Lock, para situações em que as rodas ficam suspensas, como em valetas transversais ou terrenos com erosões. Seria uma pena ter um carro desses e não levá-lo para passear na lama de vez em quando. (Luiz Humberto Pereira/AutoMotrix)

Ficha Técnica
Mitsubishi Pajero Sport

(Foto Luiz H Pereira/AutoMotrix)

Utilitário esportivo com quatro portas, 4,78 metros de comprimento, 1,81 metro de largura, 1,80 metro de altura e 2,80 metros de entre-eixos. Airbags frontais, para o joelho do motorista, laterais e de cortina que incluem a segunda e terceira fileira de passageiros.
Motor: 2.442 cm3, diesel, quatro cilindros em linha 16 válvulas DOHC, injeção eletrônica direta, Common Rail com turbocompressor e intercooler. Transmissão automática de 8 marchas com conversor de torque.
Tração: Super Select II 4WD cm opções 4×2 traseira, 4×4 tempo integral, 4×4 tempo parcial e 4×4 tempo parcial e reduzida. Bloqueio do diferencial traseiro.
Potência máxima: 190 cavalos.
Torque máximo: 43,9 kgfm.
Suspensão: dianteira independente, braços triangulares duplos, amortecedores hidráulicos, molas helicoidais e barra estabilizadora. Traseira em 3-link, com amortecedores hidráulicos, molas helicoidais e barra estabilizadora.
Rodas e pneus: rodas de liga leve 18” x 7,5” e pneus 265/60 R18
Altura livre do solo: 21,8 centímetros.
Tanque de combustível: 68 litros.
Porta-malas: 571 litros / 1.731 litros.