INFORMAÇÃO

Mogi cria agenda positiva para valorizar a economia

A criação de uma agenda positiva destinada a valorizar o setor econômico do município começa a ser colocada em prática pela Prefeitura de Mogi das Cruzes. O processo está baseado no incentivo à convergência dos diferentes segmentos comunitários em torno de uma política desenvolvimentista para a cidade. O trabalho busca envolver instituições como o Sesi, Sebrae, Banco do Povo, universidades e escolas técnicas e profissionalizantes particulares; entidades, como sindicatos, Ciesp, Associação Comercial, Agestab, além dos polos industriais e órgãos públicos, como Condemat e Câmara Municipal, assim como os vinculados diretamente à administração municipal, como o Emprega Mogi, Fundo Social, e Escola de Empreendedorismo e Inovação, entre outros. Tendo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social como fio condutor de todo esse processo, a meta é reaproximar protagonistas de diferentes setores para que voltem a se comunicar e possam tirar o melhor proveito disso em seus negócios, além de promoverem a cidade como um importante polo comercial, industrial, agrícola e de serviços, capaz de oferecer oportunidades de investimentos para pequenos, médios e grandes empreendedores. A ideia é fazer com que agentes econômicos, hoje atuando de modo disperso e individualista, voltem a se falar como já ocorreu no passado. Com isso, deverão ser desenvolvidos projetos e ações que valorizem o empreendedorismo e criem ambiente motivador para a prospecção de negócios, colocando Mogi na rota do desenvolvimento econômico e social, gerando, como consequência, emprego e renda. Criada com a participação e apoio do prefeito Marcus Melo (PSDB), tal iniciativa espera apresentar, em breve, os primeiros frutos concretos, por meio da realização de um grande evento com a participação da indústria, comércio e outros segmentos econômicos, juntamente com especialistas, capazes de mostrar o que a cidade e sua economia podem lucrar com isso. Tanto no presente, mas, principalmente no futuro.

Apoio

A empresa SW, que produz e comercializa equipamentos para motociclistas, com dois dos seus três galpões destruídos por um incêndio, em César de Souza, foi acolhida, provisoriamente, numa sala do Polo Digital, naquele distrito. Ali, seu setor administrativo deverá permanecer trabalhando pelos próximos quatro meses, tempo suficiente para que seja reconstruída uma parte de sua sede.

Fora do ar

Uma série de desencontros entre o artista e a emissora provocou a saída do padre cantor Alessandro Campos da Rede TV!, onde ele vinha apresentando um programa diário. O religioso continua com seu programa semanal na Rede Vida e com uma agenda de shows por todo o País. A saída da emissora ocorreu quando ele se encontrava numa turnê por cidades do Nordeste brasileiro.

Flanelinhas

O vereador Marcus Furlan (DEM) propôs a criação de uma Comissão Especial de Vereadores para estudar a possibilidade de regulamentar as atividades de guardadores de carros, os chamados flanelinhas, em Mogi. Segundo Furlan, a regulamentação já ocorreu em cidades como Goiânia e também no Distrito Federal.

Animais

Uma iguana encontrada na cidade com sinais de cativeiro e provável queimadura causada por pedra de aquecimento foi o mais recente animal atendido pelo veterinário Jefferson Leite, do Setor de Zoonoses da Prefeitura de Mogi. “Já chegamos a quase 60 animais recolhidos em diferentes pontos da cidade, desde o início do ano”, diz ele, enquanto espera a implantação de um Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) no município.

O que é assaltar um banco, comparado com fundar um banco?

Bertolt Brecht (1898-1956), dramaturgo e poeta alemão do século XX