DADOS

Mogi das Cruzes tem mil pacientes recuperados da Covid-19

Mogi das Cruzes contabiliza mil pacientes recuperados do SARS-CoV-2, o novo coronavírus. Dados da Secretaria Municipal de Saúde apontam que quase dois terços dos 1.603 moradores da cidade que testaram positivo para a Covid-19 até a noite de ontem conseguiram superar a infecção. Por outro lado, outros 131 pacientes manifestaram sintomas graves da doença e evoluíram a óbito, sendo dois a mais na comparação com o balanço anterior.

O alento, apesar de bem-vindo, não abre brechas para relaxamento nos cuidados preventivos, já que a situação permanece classificada como imprevisível.

No panorama regional, o cenário também é um pouco mais otimista do que na comparação com as semanas anteriores. A taxa de recuperação saltou de 52% na quarta-feira da semana passada para 56% ontem.

Mais 230 moradores do Alto Tietê testaram positivo para a doença nas últimas horas. O total chega a 5.388, dos quais 3.057 se recuperaram. Novas 11 mortes atreladas à Covid-19 foram registradas, sendo uma em Arujá, uma em Ferraz de Vasconcelos, duas em Itaquaquecetuba, duas em Mogi, duas em Poá, uma em Suzano e duas em Santa Isabel. Com isso, são 537 vítimas fatais da doença.

Outros 48 falecimentos suspeitos estavam em investigação na região até o fechamento desta edição.

Flexibilização

Conforme esperado, a região do Alto Tietê se manteve na fase laranja do Plano São Paulo de retomada econômica. A novidade é que a atualização de classificação de fases – que ocorria às quartas-feiras – passará a ser feita às sextas-feiras para melhorar a avaliação de dados.

O próximo anúncio de revisão acontecerá em 26 de junho, com apresentação de um novo balanço do plano e a possibilidade de reclassificação das regiões para fases mais ou menos restritas de reabertura econômica. A reavaliação será feita a cada 15 dias e passará a valer na segunda-feira após o anúncio, sendo a classificação vigente nas duas semanas seguintes.

O Centro de Contingência do Coronavírus monitora diariamente os indicadores da epidemia. Se necessário, serão tomadas medidas de restrição nas regiões que não apresentarem melhora.


Deixe seu comentário