CRIANÇA

Mogi das Cruzes terá mais um Conselho Tutelar

O Conselho Municipal de Direito da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Mogi das Cruzes e a Secretaria Municipal de Assistência Social estudam onde será instalada a terceira unidade do Conselho Tutelar na cidade. A operação de mais um equipamento do tipo foi autorizada pela maioria dos vereadores durante sessão na Câmara Municipal. Os estudos iniciais indicam que o serviço deverá ser levado para o distrito de Jundiapeba ou o de César de Souza.

A presidente do CMDCA, Luana Guimarães, lembra que atualmente a cidade conta com duas unidades do serviço, instaladas no Centro e em Braz Cubas. A primeira, que abrange César de Souza, tem um número maior de denúncias a serem apuradas, enquanto a segunda, responsável pelo distrito de Jundiapeba, realiza mais atendimentos ligados à violação de direitos.

“Estamos levantando os casos em relação a denúncias e ocorrências de violação de direitos de crianças e jovens. Existe uma inclinação para que seja em Jundiapeba, porque é uma área que está em constante crescimento populacional e com bastante ocorrências. César de Souza seria a segunda opção porque também tem registrado bastante casos”, ressalta.

Cada Conselho Tutelar tem cinco conselheiros titulares e cinco suplentes. Apesar da diversidade de casos de violação de direitos das crianças e adolescentes, hoje a maior demanda do conselho é de violência sexual. “Na maior parte dos casos, a gente consegue manter a vítima na família estendida. Mas essa é uma decisão que cabe ao juiz da Vara da Infância e da Juventude, Gióia Perini”, ressalta.

A nova unidade do Conselho Tutelar deverá começar a funcionar na cidade em janeiro de 2020. Isso porque o processo de eleição dos conselheiros municipais está em andamento. Eles já fizeram a primeira etapa, que é uma prova, e agora se preparam para a eleição, que ocorre no dia 6 de outubro. “É importante ressaltar para a população que ela é quem escolhe esses membros. É importante conhecê-los, saber das suas habilidades e capacitações, porque eles fazem um trabalho que envolve assuntos importantes para a cidade. Quem quiser votar precisa comparecer em uma escola de votação. Em breve vamos divulgar a lista dos colégios e horário”, explica.

Deixe seu comentário