Mogi espera tirar embalo do Cearense

Guerrinha arruma a equipe para tentar vitória fora de casa. (Foto: Antônio Penedo/ Mogi/Helbor)
Guerrinha arruma a equipe para tentar vitória fora de casa. (Foto: Antônio Penedo/ Mogi/Helbor)

GERSON LOURENÇO
O Mogi/Helbor tem dois desafios na noite desta quarta-feira (22), no retorno às disputas da 9ª edição do Novo Basquete Brasil (NBB9). O time mogiano enfrenta o Solar Cearense, às 19h30, no Ginásio Paulo Sarasate, para se manter na luta entre os seis times que disputam quatro vagas para o G-4 e quebrar o embalo do rival, que faz o terceiro dos quatro jogos seguidos diante dos torcedores, em Fortaleza. E o duelo da noite promete porque as equipes possuem um histórico de equilíbrio na competição nacional, com ligeira vantagem aos mogianos.

Sem o pivô Caio Torres, contundido, o grupo do técnico Guerrinha faz hoje em Fortaleza o terceiro jogo da série de quatro consecutivos fora de casa. Até agora com um revés (Flamengo) e uma vitória (Macaé). E a partida com o Cearense será fundamental para as pretensões do time mogiano.

O Mogi disputa com Brasília, Flamengo, Bauru, Vitória e Franca, as quatro primeiras colocações da etapa de classificação do campeonato. O famoso G-4 garante vagas diretas para a fase quartas de final e com a vantagem de decidir o playoff em casa.

Hoje o Mogi é o quinto colocado, com 65% de aproveitamento dos pontos – 13 vitórias em 20 partidas. Os mogianos só estão à frente de Franca, com 12 vitórias em 19 jogos e 63,2% de aproveitamento.

Se vencer hoje, o Mogi mantém suas chances de permanecer na briga do G-4 e vai embalado para o confronto direto com o Vitória, atual quarto colocado com 13 vitórias em 19 duelos e 68,4% de aproveitamento, em pega programado para este sábado – às 14 horas – em Salvador.

O problema é que o Cearense vive uma fase de recuperação, mostra confiança e costuma complicar diante do Mogi. O time nordestino tentará a terceira vitória seguida em casa para sair da 10ª posição do campeonato, com 9 vitórias em 19 partidas (47,4% de aproveitamento) e melhorar a sua sorte nas oitavas de final.

Na história dos times no NBB, o Mogi está em vantagem, com oito vitórias. Até o playoff quartas de final da temporada 2015/2016, as equipes estavam empatadas com quatro vitórias para cada lado. No mata-mata, os mogianos venceram por 3 a 1 e ainda venceram o último confronto, no Ginásio Municipal (92 a 75), no primeiro turno desta edição do NBB.

Os jogadores do Mogi sabem das dificuldades hoje, mas esperam fazer um bom jogo para encostar novamente nos líderes. “O Cearense está em uma crescente. É sempre muito difícil jogar lá, é quente e o time é muito forte. Estamos focados em ganhar este jogo para depois pensar no Vitória, que é um concorrente direto ao G4”, ressalta o ala-pivô Fabricio Russo.


Deixe seu comentário