COVID-19

Mogi investiga 3 mortes que podem estar relacionados ao novo coronavírus

30 de enero 2020rSubsecretaria Paula Daza, visitando laboratorio de ispch que cuenta con nueva tŽcnica de PCR para confirmaci—n diagn—stica de nuevo coronavirus r Fotos: Alejandra De Lucca V. / Minsal 2020

A Secretaria de Saúde de Mogi das Cruzes investiga três mortes registradas no município entre esta segunda-feira (23) e ontem (24) que podem estar relacionadas ao novo coronavírus (Covid-19). As ocorrências – ainda classificadas como suspeitas – aguardam resultado de exames laboratoriais, que não têm prazo oficial para serem divulgados.

A informação foi declarada no início da noite desta terça pelo titular da pasta, o médico Henrique Naufel. De acordo com o profissional, entre as vítimas estão dois pacientes com 62 anos e um de 56 anos. Segundo as informações iniciais, todos apresentaram os sintomas da Covid-19 e apenas um deles tinha comorbidades.

“É importante ressaltar nestas mortes que, embora tenham sido colhidos exames, não temos resultados para saber se são relacionadas ou não ao coronavírus”, pacificou o secretário. “Assim que tivermos a positividade ou se Deus quiser a negatividade informaremos de imediato”, garantiu Naufel, ao prestar as condolências aos familiares dos pacientes. Outros detalhes não foram divulgados e deverão ser informados hoje.

De acordo com Naufel, Mogi tem 26 pessoas internadas em enfermaria com os sintomas da doença, e outras nove em Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Ontem, em transmissão ao vivo da Prefeitura nas redes sociais, o titular voltou a falar sobre a implantação de um hospital de campanha na cidade para suprir os leitos necessários. O equipamento poderá ser instalado em breve nas proximidades do Ginásio Municipal de Esportes Professor Hugo Ramos, no Mogilar, e somaria mais 160 leitos para Mogi, com possibilidades de ser ampliação de mais 110 dentro do centro esportivo.

“Já estamos correndo e recrutando o pessoal, esperamos que esteja pronto muito rapidamente”, acrescentou o secretário.

Parafraseando a doutora Helena Sato, que assumiu a coordenadoria do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, o prefeito Marcus Melo (PSDB) reforçou que “a única vacina para o coronavírus hoje é ficar em casa”. Ele lembrou que a cidade continua em busca de novos testes rápidos para a vacina e de respiradores para tratar os pacientes diagnosticados com a doença. “Estamos correndo atrás de tudo o que é necessário. A cidade já tem leitos suficientes e novos estarão prontos em breve”, destacou Melo.

As notificações do novo coronavírus nas 10 cidades do Alto Tietê passaram ontem de 521 para 669. Destes, 341 aguardam resultado de testes, 263 são casos leves que não tiveram amostras colhidas e 53 foram descartados. Até o fechamento desta edição, a doença havia sido oficialmente confirmada em metade dos municípios da região: Mogi (7), Ferraz (2), Suzano (1), Arujá (1), Poá (1). Os dados são do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) e foram divulgados. O balanço aponta que no dia, a região confirmou uma nova pessoa diagnosticada com o vírus – um paciente que reside em Mogi.

A Secretaria de Estado da Saúde registrou ontem 40 óbitos relacionados à doença. Todos ocorreram na Grande São Paulo, sendo um deles em Guarulhos. Trata-se de uma mulher de 85 anos com comorbidades. Já em Santa Isabel, a morte de um idoso é investigada sob suspeita de coronavírus e Influenza A. Novas informações não foram divulgadas até o fechamento desta edição.


Deixe seu comentário