BASQUETE

Mogi pega o Paulistano no Municipal

Guerrinha fala com os jogadores para acertar o posicionamento do time em treino. (Foto: Antonio Penedo)
Guerrinha fala com os jogadores para acertar o posicionamento do time em treino. (Foto: Antonio Penedo)

Para se manter entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Paulista de Basquete da Série A-1, o Mogi/Helbor vais precisar repetir a dose do primeiro turno e superar o Paulistano hoje, às 20 horas, no Ginásio Municipal Hugo Ramos, no Mogilar. A equipe mogiana também joga em busca da reabilitação, após o revés do último sábado, por 69 a 61, do Bauru, diante dos seus torcedores. A parada não será fácil, já que o rival de hoje assumiu, mesmo que de forma temporária, a liderança do estadual, na noite de terça-feira.

Na quarta colocação, de acordo com o site da Federação Paulista de Basketball (FPB), com 20 pontos em 12 partidas – oito vitórias e quatro derrotas -, o Mogi faz disputa acirrada com Franca e Pinheiros para fechar a primeira fase do estadual entre os quatro primeiros colocados.

Hoje o Franca ocupa a terceira colocação, com 21 pontos em 12 jogos – nove vitórias e três derrotas. O Pinheiros, que jogaria ontem à noite contra o São José, no Vale do Paraíba, iniciou a rodada no quinto lugar, com a mesma campanha do Mogi (oito vitórias e quatro derrotas.

Até o início da noite de ontem, o Paulistano estava no comando do Paulista, com 23 pontos, em 13 confrontos – 10 vitórias e três derrotas; mas o Bauru jogaria em casa diante da Liga Sorocabana, na noite de ontem, e poderia reassumir a liderança da competição.

No primeiro turno, o Mogi foi até a Capital e superou o Paulistano, por 106 a 84. Na partida realizada na primeira quinzena de agosto, o time mogiano, apesar de novo, fez um jogo consistente tanto na defesa quanto no ataque. “Hoje (ontem) assistimos ao vídeo do jogo contra o Paulistano que ganhamos de 20 pontos. Tivemos muitas falhas, mas fizemos um jogo muito inspirado no ataque”, destacou Guerrinha, appos o treino realizado na manhã de ontem, no Municipal.

Mogi e Paulistano já se enfrentaram 42 vezes entre jogos do estadual, nacional e sul-americano. O alvirrubro da Capital possui 22 vitórias, contra 20 dos mogianos. No Paulista, a vantagem também é da equipe da Capital (também apertada) – 13 a 12, o que mostra a força e o equilíbrio dos times ao longo dos confrontos.

Shamell sabe que a vitória deixa a equipe na briga pelas primeiras posições e espera um jogo duro. “Será um jogo decisivo para continuarmos brigando entre os três, quatro melhores do Paulista. Será um jogo duro. As equipes já se conhecem. Eles virão aqui para ganhar da gente, mas precisamos mostrar que aqui é a nossa casa”, avisou o norte-americano.