INFORMAÇÃO

Mogi perde Tuta, suas lembranças e histórias

Professor Tuta morreu aos 88 anos, em hospital de São Paulo. (Foto: Arquivo)

José Carlos Miller da Silveira faleceu ontem, num hospital da capital

Mogi perdeu, na madrugada de ontem, um de seus cidadãos especiais. José Carlos Miller da Silveira, o Professor Tuta, que completaria 88 anos no final deste mês, morreu na madrugada de ontem, no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, aonde vinha lutando, nos últimos meses, contra um câncer que corroía seus ossos de maneira progressiva. Junto com ele e sua privilegiada memória se foram registros da história da cidade e seus personagens que Tuta gostava de lembrar com uma incrível capacidade de expor datas, nomes e sobrenomes de familiares, inclusive os falecidos há muito tempo. O nosso contador de “causos” personificava a alegria, onde quer que ele estivesse. Deixou amigos e lembranças por onde passou. Impossível não se lembrar dos famosos embates, à base de mentiras homéricas, travados entre ele e um de seus grandes amigos, o cirurgião dentista, Miguel Nagib. Ontem, pela manhã, ainda abalado pela notícia que circulava nas redes sociais, o jornalista Evaldo Novelini, hoje no Diário do Grande ABC, lembrava uma das memoráveis passagens entre os dois, da época em que Tuta era nosso colega nos comentários esportivos na Rádio Iguatemi, antiga Rádio Diário. Sabendo que Nagib era ouvinte cativo da emissora, Tuta contou uma história – criada por ele, é claro – dos tempos em que o dentista era jogador de basquete. Segundo Tuta, numa partida pelo time de Mogi, Nagib teria recebido uma bola no meio da quadra e partido com ela em direção à cesta, fazendo uma maravilhosa enterrada. Tudo maravilhoso, não o fosse o fato de a cesta ser a defendida pelo time mogiano. Ou seja, Nagib teria feito dois pontos contra a sua própria equipe, resultado, segundo Tuta, das dificuldades de o jovem coordenar seus únicos dois neurônios. Miguel Nagib ouviu e não passou recibo, de imediato. Mas, dias depois, ao término do jornal, Tuta era aguardado na saída da emissora por um oficial de Justiça da cidade, que lhe entregou uma intimação para comparecer ao Fórum, onde estaria sendo processado por calúnia e difamação por suas declarações na entrevista sobre Nagib. A entrega do documento foi, estrategicamente, feita na frente de todos os demais funcionários da rádio e de convidados. Tuta, ao abrir o tal papel, notou que se tratava da resposta, em grande estilo, do amigo. Tudo, é claro, não passava de uma armação. Até mesmo o oficial contratado para o trote era um parente distante do Professor Tuta. Tal qual os “Dois Velhos Rabugentos” do filme, ele e o amigo viviam às turras, para satisfação dos conhecidos, que acompanhavam de perto os desencontros forjados entre ambos. Histórias como essa faziam parte de um repertório inesgotável que Tuta não se cansava de lembrar e detalhar, em encontros com amigos comuns, que lamentavam a sua partida, contristados. Desde a madrugada de ontem, Mogi está um pouco mais triste.

Divino

O documentarista Calebe Pimentel estará na cidade acompanhando o dia a dia da Festa do Divino em todas as suas manifestações, até o encerramento do próximo domingo. O evento de Mogi está entre os de 12 cidades brasileiras onde festas semelhantes estão sendo documentadas pela equipe do cineasta Rosemberg Cariry para a composição de um filme sobre esta manifestação folclórico-religiosa. Entre as localidades está Açores, em Portugal, tida como berço da Festa do Divino Espírito Santo.

Rumo ao TJ – 1

O juiz Freddy Ruiz Lourenço Costa, com maior tempo de atividade junto ao Fórum de Mogi, pode estar prestes a atuar junto ao Tribunal de Justiça do Estado, na capital. Ele é o primeiro da lista a ser convocado para o cargo de juiz substituto no TJ, medida que visa imprimir rapidez na substituição de desembargadores em casos de afastamentos e impedimentos, garantindo celeridade à segunda instância.

Rumo ao TJ – 2

Os juízes substitutos em segundo grau são chamados de desembargadores e têm as mesmas prerrogativas dos desembargadores empossados. O Judiciário paulista tem hoje 85 juízes com esta função de substituição.

Negociações

Enquanto não se resolve o imbroglio envolvendo sua nomeação para atuar junto à Assembleia Legislativa, o ex-deputado Luiz Carlos Gondim Teixeira está avaliando convites para trocar o PTB por outro partido. Segundo apurou a coluna, o dublê de médico e político teria recebido convite para estar ao lado do PSDB nas próximas eleições municipais, mas estaria também negociando uma possível transferência para o Podemos. Gondim ainda não decidiu se fica, ou se vai. E, se for, para qual agremiação partidária.

Frase
O ativista não é o homem que diz que o rio está sujo. O ativista é o homem que limpa o rio.
Ross Perot, 88 anos, empresário e político americano