MÚSICA

Mogi recebe a sonoridade da Big Band

Grupo de músicos alia a expressividade de uma orquestra sinfônica à força e energia da seção rítmica. (Foto: divulgação)
Grupo de músicos alia a expressividade de uma orquestra sinfônica à força e energia da seção rítmica. (Foto: divulgação)

A Big Band da Orquestra Jovem Tom Jobim, que é regida pelos maestros Nelson Ayres e Tiago Costa, estreia temporada 2019 no próximo dia 17 de maio, no palco do Teatro Vasques. O grupo da Escola de Música do Estado de São Paulo (Emesp) Tom Jobim interpretará peças de Thad Jones, Bill Evans, Jerome Kern, Maria Schneider, Moacir Santos e Tom Jobim. Os ingressos serão distribuídos a partir desta sexta-feira, dia 10.

Formada por 18 músicos da Orquestra Jovem Tom Jobim, a Big Band parte da obra de grandes compositores brasileiros, explorando um repertório versátil e inovador, com o objetivo de expandir as experiências artísticas dos jovens alunos.

Dedicada especialmente à música popular brasileira orquestral, a Orquestra Jovem Tom Jobim tem uma sonoridade particular. Ao mesmo tempo em que se insere na tradição das orquestras de rádio e TV, também tem características muito peculiares e recentes. Além do jogo de cintura e polivalência dos grupos de antigamente, a Tom Jobim tem uma face contemporânea, fruto de um repertório formado majoritariamente por arranjos concebidos especialmente para o grupo.

No palco, alia-se a potência e expressividade de uma orquestra sinfônica (com naipes de cordas, madeiras e metais), à força e energia da seção rítmica (piano, contrabaixo elétrico, guitarra, bateria e percussão). Dessa união, carregada de vitalidade, resulta um som distinto, uma pronúncia tipicamente brasileira da música de concerto.

Criado em 2001, durante o Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, o grupo de difusão e formação musical da Emesp Tom Jobim possibilita vivência orquestral erudita e popular aos bolsistas, por meio do resgate de obras tradicionais de grandes compositores nacionais, com especial dedicação à obra de Tom Jobim, além de pesquisa e experimentação musical.

Toda sua programação, da escolha de repertório à dinâmica de ensaios, é realizada pensando na formação dos bolsistas. Os jovens músicos ensaiam e se apresentam com os solistas convidados, e usufruem de um rico intercâmbio de conhecimentos e vivências. A experiência completa – ensaios de alta intensidade, aulas com convidados que são referência em sua área, e exploração de um repertório versátil e inovador – proporcionam aos jovens músicos não apenas um aprimoramento técnico e estilístico, mas um conhecimento profundo do fazer musical.

Os interessados em assistir à apresentação da Big Band devem procurar o Centro Cultural de Mogi das Cruzes, a partir desta sexta-feira, na Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros, 360, na área central, das 9h às 18h, exceto no domingo, em que o espaço não abre.