BASQUETE

Mogi treina para maratona de jogos

Guerrinha diz que time está se preparando para sequência de jogos e viagens até fevereiro. (Foto: Antonio Penedo)
Guerrinha diz que time está se preparando para sequência de jogos e viagens até fevereiro. (Foto: Antonio Penedo)

Em meio a viagens e duas competições, o Mogi/Helbor terá uma maratona de jogos neste reinício de temporada. O time começará na próxima segunda-feira uma série de nove jogos válidos pelo Novo Basquete Brasil (NBB) e Liga das Américas, que somente terminará no dia 3 de fevereiro. Assim, o time praticamente terá mais quatro dias para se ajustar para as duas disputas. Depois, iniciam a bateria de confrontos e somente terá uma “folga” de 10 dias em fevereiro, entre o final do evento internacional e um novo recomeço no nacional, dia 13 do próximo mês.

O time mogiano recomeou seus treinamentos na ytarde de ontem, após uma folga de dois dias por conta da passagem do ano. O Mogi volta à quadra na próxima segunda-feira, dia 7, às 20 horas, contra o São José. A partida marcará a abertura do returno do NBB e será no Ginásio Municipal Hugo Ramos, no Mogilar.

Depois, a equipe mogiana terá três partidas fora de casa. A primeira, dia 10, será em Santa Catarina, contra o Joinville; Depois, viagem a Brasília para atuar no dia 15 deste mês. E fecha a série contra o Cearense, em Fortaleza, no dia 17.

Quatro dias depois de atuar em Fortaleza e ainda pela 11ª edição do Novo Basquete Brasil (NBB11), serão duas partidas de uma série de quatro programadas para o ginásio do Mogilar. O time recebe o Minas, no dia 21, e Flamengo, dia 26.

Após os pegas contra mineiros e flamenguistas, o Mogi fechará uma série de quatro jogos diante dos seus torcedores contra o Vasco, dia 13, e Paulistano, dia 15 de fevereiro.

Entre o jogos do Flamengo e do Vasco, o Mogi voltará suas atenções para a Liga das Américas (LDA). Entre os dias 1 e 3 de fevereiro, o time estará no Chile para a primeira etapa da competição contra os argentinos San Lorenzo e San Martin de Corrientes, além do chileno Ánimas de Valdivia, o anfitrião da chave C.

Para manter o alto nível e fazer boas atuações, o time trabalhou logo após o Natal e somente parou os treinos no último domingo. “Fiquei muito satisfeito de a gente ter dado essa carregada na bateria, porque em janeiro e fevereiro nós só jogamos e só teremos treinos táticos, entre um jogo e outro”, destacou o técnico Guerrinha, que procurou melhorar o sistema defensivo do time.