BASQUETE

Mogi volta ao G-4 e encara ‘lanterna’

DESTAQUE Fúlvio fez 16 pontos, pegou nove rebotes e deu oito assistências contra o Flamengo

O Mogi Basquete reassumiu a terceira posição e tem uma grande chance de fechar a semana dentro do grupo dos quatro melhores colocados
(G-4) da 12ª edição do Novo Basquete Brasil (NBB12). Depois de se reabilitar de duas derrotas consecutivas e derrotar o Flamengo, na noite
da última sexta-feira e fora de casa, o time mogiano terá uma série de quatro partidas em casa contra equipes que
estão na parte de baixo da tabela. O primeiro desafio será amanhã, às 20 horas, diante do Pato Basquete, no ginásio
municipal Hugo Ramos, no Mogilar. E na próxima quintafeira o rival será o Rio Claro. Com quatro vitórias consecutivas, o Mogi chegou a
ocupar a vice-liderança do nacional. Mas bastaram dois resultados negativos, na semana passada, para o time
do técnico Guerrinha cair para o quinto lugar.

DESTAQUE Fúlvio fez 16 pontos, pegou nove rebotes e deu oito assistências contra o Flamengo     Divulgação – Paula Reis – CR Flamengo

 

Mas a reação ocorreu anteontem com a vitória sobre o vice-líder Flamengo, por 75 a 74 (39 a 43 na primeira etapa,
em jogo emocionante. Com o resultado, o Mogi agora possui 71,4% de aproveitamento, com cinco vitórias e duas
derrotas, e passou para o terceiro lugar ao lado de Paulistano e São Paulo, que estão atrás dos mogianos por conta
do confronto direto. “O que é legal é que a equipe, mesmo com a saída do Alexey, soube suportar e já está se ajustando. O time teve
reação, conseguiu se recuperar de duas derrotas contra um adversário fortíssimo.Isso mostra que o grupo não só está entregando tudo no
jogo, jogando com alma, mas com inteligência também para lidar com estes momentos de dificuldades”, analisou o técnico Guerrinha.
Sem tempo para comemorar, ele já prepara o ‘espírito’ do time para os próximos jogos. “Agora é continuar trabalhando, jogando forte, evoluindo cada
jogador e a equipe. O campeonato é muito duro. Tem que sempre jogar bem para sair com a vitória”, ressaltou Guerrinha.
E para se manter entre os primeiros, em uma competição equilibrada, o time terá que passar pelos próximos quatro rivais, no retorno ao ginásio municipal depois de
três partidas fora de casa. O primeiro será o “novato” Pato Branco, do Paraná – lanterna da disputa com oito derrotas
consecutivas. A equipe paranaense pode ter o reforço do o ala/pivô norte-americano Anthony Smith.

Na próxima quinta-feira o Mogi vai enfrentar o Rio Claro (uma vitória e cinco derrotas), no 14º lugar. Em dezembro, no dia 2, o rival será o
Brasília – 10º lugar com três vitórias e três derrotas -, e por último o Minas – 9º colocado, com três vitórias em seis partidas.
Mas no intervalo entre os dias 22 de novembro e 02 de dezembro, o Mogi voltará suas atenções para a Liga das
Américas. No calendário da competição, o segundo jogo dos mogianos será no próximo dia 24, contra o Biguá, no
Uruguai. Três dias depois o San Lorenzo recebe o Mogi, que encerrará a primeira fase diante dos uruguaios do Biguá, no dia 16 de dezembro,
no Mogilar. Vale lembrar que o grupo de Guerrinha perdeu dos argentinos na estreia da disputa internacional.


Deixe seu comentário