AVENIDA CÍVICA

Mogianos fazem ato a favor da Lava Jato e Sergio Moro

DOMINGO Mogianos fizeram ato em defesa do ministro Sergio Moro. (Foto: divulgação)
DOMINGO Mogianos fizeram ato em defesa do ministro Sergio Moro. (Foto: divulgação)

Cerca de 100 pessoas participaram em Mogi das Cruzes do manifesto em apoio ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro Justiça Sérgio Moro, Lava Jato e ao governo do presidente Jair Bolsonaro. O ato, realizado no domingo de manhã, na Avenida Cívica, no Mogilar, capitaneado por representantes do Movimento Vem pra Rua (VPR), foi menor do que o último promovido no dia 26 de maio, que tinha quase o dobro de pessoas.

O objetivo oficial da manifestação era para defender a Lava Jato, a reforma tributária, da previdência e o pacote anticrime do ministro Moro, sem a intenção de dar qualquer conotação política. Mas um dos membros do movimento em Mogi, Silvio Marques, disse que os participantes decidiram incluir Bolsonaro para “demonstrar que todos estão torcendo para que esse governo dê certo”.

Na opinião dele, acima de tudo, a população tem que torcer pelo atual governo, para estimular as reformas e a retomada da economia do Brasil. “Se isso não acontecer vai ser ruim para o país e toda a sociedade será prejudicada”. Ele alega ainda que os membros do Congresso Nacional vão se conscientizar que as coisas mudaram e “acabar com a política do toma lá dá cá”.

Marques não acredita que os últimos vazamentos de conversas envolvendo Moro e Lava Jato, publicados pelo site Intercept Brasil, possam ter enfraquecido o movimento. Além disso, diz que um número menor de pessoas compareceu ao manifesto em Mogi, porque muita gente decidiu participar do ato realizado em São Paulo, na Avenida Palista, onde havia mais atrativos, como trio elétrico, carros de som e maior visibilidade. “Além disso, diante do lindo dia de sol, muitos aproveitaram para participar do manifesto e fazer um passeio com a família em São Paulo”


Deixe seu comentário