VÍTIMAS FATAIS

Mortes no trânsito crescem em Mogi das Cruzes, aponta Infosiga

NO COCUERA Cinco pessoas morreram em colisão frontal entre dois veículos na estrada do Nagao. (Foto: arquivo)

Na contramão dos demais municípios do Alto Tietê, Mogi das Cruzes registrou alta de 900% nos óbitos em acidentes de trânsito em maio deste ano, na comparação com o mesmo mês de 2019. De acordo com dados do Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo (Infosiga), o número saltou de 1 para 10 – o maior volume de mortes no período nos últimos cinco anos. O balanço de junho, ainda não disponibilizado, também deverá ser elevado: apenas na última semana, três motociclistas faleceram em acidentes, conforme noticiado por O Diário.

Nos 10 municípios da região, o total de mortes entre os meses analisados caiu 25%, após redução de 20 para 15 óbitos, possível reflexo das medidas de isolamento social adotadas para mitigar a pandemia de Covid-19. Além de Mogi, foram registradas uma morte no trânsito em Biritiba Mirim, assim como nas cidades de Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Salesópolis e Suzano.

Do total de mortes em Mogi, cinco ocorreram em uma única colisão na estrada do Nagao, no Cocuera, envolvendo dois veículos. Outros dois óbitos são referentes a um acidente na avenida Dr. Álvaro de Campos Carneiro, após um veículo bater em uma árvore. Os demais ocorreram em acidente na estrada de Santa Catarina, envolvendo moto, e na avenida Manuel de Oliveira, em um atropelamento.

Em nota, a Secretaria Municipal de Transportes lamenta a perda de vidas, considera os números elevados e lembra da importância do respeito à legislação e à sinalização de trânsito, principalmente no que se refere aos limites de velocidade e não ingestão de bebidas alcoólicas antes de dirigir. “De acordo com informações, estas situações ocorreram em alguns dos acidentes. Os cuidados são ainda mais importantes neste período de restrição social, em que as vias estão naturalmente com menor movimento”, informa a pasta.

A Secretaria reforça que “vem realizando um trabalho integrado nas vias municipais, que estão sob jurisdição da Prefeitura, com sinalização, fiscalização, educação para o trânsito e engenharia de tráfego”.

Na região, os acidentes de trânsito sem vítimas fatais caíram em 26,5% em maio deste ano na comparação com o mesmo mês de 2019, passando de 440 para 323. Mogi das Cruzes também lidera nesse quesito, com o maior número de registros: 97 no mês.


Deixe seu comentário