CASO

Motociclista morre após queda no bairro Porteira Preta

Após cair de sua motocicleta Honda/CB 300R Henrique Amorim de Souza Silveira, de 20 anos, foi lançado a 10 metros e fraturou o rosto, na avenida Kaoru Hiramatsu, no bairro Porteira Preta. Uma equipe do Samu o socorreu ao Hospital Luzia de Pinho Melo, no Mogilar, onde apesar dos cuidados médicos, Henrique faleceu.

O delegado Guilherme Cyrino registrou a ocorrência e entregou a moto e R$ 250,00 pertencentes a vítima, para a mãe dele, Marcia Amorim de Souza Silveira. O corpo do rapaz foi removido ao Posto do IML local para a realização do exame de necropsia. Um inquérito será aberto pela Polícia Civil para apurar o acidente. A Polícia Científica realizou a perícia que ajudará nas investigações.

A morte de Henrique que envolveu motocicleta foi a terceira em três dias. Fábio Felipe de Santana Braga, de 25 anos, morreu ao cair na Via Perimetral, em Braz Cubas, no final da noite de sábado. Já na tarde de domingo, o caminhoneiro Emanuel Fonseca Carvalho, de 36 anos, bateu a moto que pilotava atrás de um Gol, na avenida Das Orquideas, em Jundiapeba, e faleceu no hospital.

Estupro

O deficiente auditivo Fábio Akio Ikenoue, de 28 anos, negou que tivesse apalpado as nádegas de uma estudante, de 12 anos, no interior de um estabelecimento atacadista, no bairro do Mogilar, no último sábado. As a câmeras do sistema de monitoramento interno do comércio, no entanto, o incriminaram e ele foi autuado e flagrante por estupro, como prescreve a lei, por ordem do delegado Denis Miragaia, do Distrito Central, e removido para a Cadeia local. Após o crime, a garota gritou e Fábio Akio foi agredido por clientes, chegando a fraturar um dos braços.


Deixe seu comentário