POLÍCIA

Motorista de aplicativo é encontrado morto em Mogi das Cruzes

o corpo de Valter Prado Filho foi encontrado em um matagal, em Mogi. (Foto: divulgação - Polícia Civi
Corpo de Valter Prado Filho foi encontrado num matagal no bairro de Cocuera; Polícia Civil procura quatro suspeitos. (Foto: divulgação)

O motorista do aplicativo Valter Prado Filho, de 32 anos, foi encontrado morto a golpes de faca no rosto e pescoço, nesta segunda-feira (02) de manhã, em um matagal localizado na estrada Mogi-Salesópolis, km 63, no bairro de Cocuera. A Polícia acredita que ele também foi torturado antes de ser executado, pois no corpo foram encontradas marcas feitas provavelmente pela máquina de eletrochoque apreendida no local. O delegado Fabrício Intelizano registrou o homicídio qualificado – meio cruel e que impediu a defesa da vítima – e acionou uma equipe do SHPP (Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa), responsável pelas investigações. Uma testemunha afirmou que viu quatro homens saindo correndo do interior do veículo dirigido pela vítima.

Por volta da meia noite de domingo, Valter deixou a sua casa, no bairro do Rodeio para atender o chamado de uma mulher que havia solicitado uma ‘corrida’ da avenida Miguel Gemma, no Socorro, ao município de Biritiba Mirim, mas a viagem foi abreviada e o valor foi recalculado.

Como Valter se encontrava 15 minutos no mesmo local, a companheira de Valter, a também motorista Lilian Nepomuceno, de 29 anos, manteve contato com um familiar dele depois de meia hora, o qual é dono de um sítio nas proximidades, e ele diz que viu os desconhecidos abandonando o veículo Renault Sandero com a portas abertas. Somente no começo da manhã de ontem, o corpo de condutor foi encontrado no meio do mato. Valter foi reconhecido por parentes no local do crime. Na necrópsia realizada no Posto do Instituto Médico Legal de Mogi ficou constatado que o corpo de Valter apresentava ferimentos ‘perfuro-cortantes’.

O investigador chefe Marco Anton, do SHPP, disse no final da tarde que o Sandero foi apreendido e seria examinado por peritos da Polícia Científica.