INFORMAÇÃO

Muita euforia e poucos resultados na prática

VIAJANDO A convite do presidente Bolsonaro, o deputado Bertaiolli viajou ao lado dele, no avião presidencial, para compromissos na Capital e na Aeronáutica, em Guaratinguetá. (Foto: Reprodução)
VIAJANDO A convite do presidente Bolsonaro, o deputado Bertaiolli viajou ao lado dele, no avião presidencial, para compromissos na Capital e na Aeronáutica, em Guaratinguetá. (Foto: Reprodução)

Promessas para a Estrada da Volta Fria ainda não saíram, de vez, do papel

Cercada de grande expectativa, a visita do secretário de Estado de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, à cidade, no início da administração do governador João Doria (PSDB), encheu de esperanças aqueles que aguardavam uma solução para a falta de pavimentação e outros problemas que compõem, há tempos, o perfil da Estrada da Volta Fria e da ponte sobre o rio Tietê, na altura do bairro do Rio Abaixo, no caminho para Jundiapeba. O secretário veio, visitou e prometeu colocar a via, por sua importância estratégica, entre as prioridades de início do novo governo. Determinou a reavaliação dos projetos, calculou os custos e encaminhou tudo aquilo para o secretário de Governo, a quem caberia confirmar a prioridade das obras e cuidar de obter e liberar tais recursos junto à Fazenda do Estado para que as obras pudessem, finalmente, ser contratadas. Tudo seguindo corretamente o caminho da burocracia interna do governo. Durante recente entrevista do governador a alguns dos principais veículos de comunicação do Interior paulista, para a qual este jornal foi convidado, o secretário João Octaviano voltou a ser cobrado e, novamente, falou com entusiasmo sobre o andamento do processo que fatalmente deveria integrar o primeiro lote de obras viárias que Doria iria apresentar, algum tempo depois. Algumas semanas se passaram e tudo continua como dantes: sem qualquer informação sobre as prometidas obras para a Volta Fria e sua ponte. O secretário, pela própria presença na rodovia, pôde avaliar pessoalmente a importância da via para o escoamento do tráfego de veículos vindo do centro e bairros de Mogi e também aqueles que chegam à cidade por meio da Mogi-Dutra, valendo-se da estrada do Pavan. Seu otimismo, pelo visto, não tem contribuído para desencravar tal obra. Da mesma forma, não se tem notícia de que o deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) – de quem partiu o convite para a visita do secretário – tenha aproveitado seus contatos semanais com o governador Doria para cobrar celeridade na solução para o caso. E enquanto isso acontece, o estado de conservação da rodovia vai se tornando cada dia mais crítico, assim como o de sua ponte. Até quando? Só Doria sabe…

Retorno

O prefeito Marcus Melo deverá voltar ao médico, amanhã, para apresentar os resultados dos mais recentes exames por ele realizados após um período de dieta, exercícios físicos e medicamentos, em razão da pancreatite que o acometeu, após viagem ao exterior, no mês passado. Dependendo dos resultados das avaliações, o prefeito poderá receber alta médica, mas dificilmente ficará livre das restrições alimentares que lhe foram impostas em decorrência do problema. Frituras e gorduras em excesso, jamais!

Sem-placas

A Câmara de Mogi vive uma situação, no mínimo, inusitada. Pródiga em oferecer placas de aço escovado para seus homenageados – os quais, convenhamos, não são poucos –, a Casa abriu um processo licitatório na modalidade de pregão para a aquisição de novas placas. Só que não apareceu ninguém interessado em participar da disputa. Depois de algumas tentativas sem sucesso, o presidente Sadao Sakai (PL) decidiu julgar “prejudicado” o certame licitatório. Ou seja, desistiu, pelo menos por enquanto, de comprar as tais placas.

Boas e más…

O governador João Doria (PSDB) apresentou, nesta semana, as ações do programa “Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade”. Entre inúmeras outras ações, o programa deverá incentivar a realização de obras e serviços em 100 pontos considerados “críticos” de estradas administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O mapeamento dos trechos com alto índice de acidentes em vias estaduais foi feito pelo Infosiga SP. A boa notícia para os motoristas do Alto Tietê é que não há estradas da região nessa lista. Já a má é que estradas em péssimas condições, mas com pouco movimento e baixo índice de acidentes, vão continuar de fora dos planos de melhorias do Estado.

Fera e Pets

O Grupo Fera (Frente pela Educação e Responsabilidade Animal), ONG de defesa animal de Mogi irá promover uma sessão exclusiva do Cine Solidário, com o filme “Pets 2 – A vida secreta dos bichos”, no Cinemark do Mogi Shopping, no próximo dia 30 de junho, às 11 horas. Os ingressos, ao custo de R$ 25,00, serão utilizados para compra de ração e medicamentos para os animais assistidos. A exibição integra o projeto Cine Solidário, patrocinado pela rede de cinemas. Informações: 4798-9515.

Frase

Quem pensa que Deus é brasileiro pode ter certeza: ele se mudou.

Ziraldo Alves Pinto, 86 anos, cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista, humorista, colunista e jornalista brasileiro