INVESTIGAÇÃO

Mulher é encontrada morta dentro de armário em Jundiapeba

Setor de Homicídios quer saber a circunstância da morte. (foto: Laércio Ribeiro)
Setor de Homicídios quer saber a circunstância da morte. (foto: Laércio Ribeiro)

A dona de casa Vanilda Pereira dos santos, de 51 anos, foi encontrada morta, ontem, na residência da família, onde morava na Rua Pedro Paulo dos Santos, 193, em Jundiapeba. O corpo já em estado de decomposição estava enrolado num cobertor e panos e dentro de um armário que foi colocado debaixo de um sofá-cama.

“Ainda não sabemos a causa da morte da mulher, pois é preciso aguardar o laudo necroscópico expedido pelo Instituto Médico Legal”, disse, no início da noite de ontem, a O Diário o delegado Rubens José Angelo, do Setor de Homicídios de Mogi das Cruzes. A Polícia Científica também realizou os exames periciais que podem ajudar nas investigações.

O corpo de Vanilda foi reconhecido pelo genro dela, Adriano Evangelista. A Polícia Militar isolou o local do crime. Uma das filhas, que não quis revelar o nome, comentou: “a minha mãe estava sumida há alguns dias e vim verificar o que estava acontecendo”.

De acordo com ela, Vanilda residia com uma outra filha, cuja identidade não foi revelada, a qual ainda não foi localizada pela polícia. “Ela poderia dar explicações sobre o que aconteceu”, afirmou um vizinho. Ele contou que esta filha da vítima apresenta sinais de deficiência.

O delegado César Donizeti Benedicto, titular do 4º Distrito Policial, em Jundiapeba, registrou a ocorrência.

Somente após a conclusão do trabalho da Polícia Científica, o corpo da dona de casa foi removido ao Posto do Instituto Médico Legal. A movimentação da polícia despertou a curiosidade dos moradores. (L.R.)


Deixe seu comentário